Caso o nome Pete Davidson não lhe seja familiar numa primeira instância, reavivamos-lhe a memória: é um comediante norte-americano e foi notícia em todo o mundo por ter sido namorado de Ariana Grande e de ter tido um breve noivado com a artista.

Feitas as devidas apresentações, passamos para o facto de ter pedido um milhão de dólares — mais de 900 mil euros —, aos fãs que foram assistir ao seu espetáculo de comédia, caso o acordo de confidencialidade fosse quebrado.

A situação foi denunciada nas redes sociais por um fã de Davidson no próprio dia do espetáculo, em São Francisco, nos Estados Unidos, a 27 de novembro. Stacy Young explica que tinha recebido no email um documento que teria de assinar, e onde estava escrito que o artista receberia um milhão de dólares caso o fã violasse o contrato de confidencialidade.

7 sinais de que a relação de Ariana Grande e Pete Davidson não estava bem

“Recebi um email hoje a informar-me que, caso queira ver este espetáculo, tenho de assinar este acordo de confidencialidade”, começa por escrever na sua conta de Facebook. “Segundo este documento, a pessoa que assina não pode dar nenhuma entrevista, opinião ou crítica sob nenhuma forma, incluindo blogus, Twitter, Facebook, Instagram ou outra rede social”.

“Autoriza também a que possam ser confiscados quaisquer telemóveis ou câmaras, sendo que alguma violação do contrato requer o pagamento de um milhão de dólares em danos e também em custos legais”, pode ler-se na publicação. “Não faças espetáculos para o público se não queres que as pessoas tenham uma opinião sobre o mesmo”, conclui.

Nos documentos partilhados nas redes sociais pode ainda ler-se que, quem se recusar a assinar, não poderá entrar no espetáculo – ainda que veja o seu dinheiro reembolsado.