Depois de um namoro, um filho e de um documentário onde mostram a experiência da gravidez, parto e pós-parto, Jessica Athayde e Diogo Amaral separaram-se. A notícia foi dada a meio de setembro e coincidiu com a revelação do vídeo com oito partes.

Ainda que garantam que mantêm uma boa relação muito por causa do filho Oliver, a verdade é que têm sido vinculadas na imprensa notícias que dão conta de que a relação dos dois poderá não ser a melhor. “Eles não se entendem. E já houve várias discussões feias porque são muito diferentes e têm maneiras distintas de ver as coisas”, explicou uma fonte a uma revista nacional no início de outubro.

Não foi, por isso, com estranho saber que Jessica e Diogo estiveram presentes na gala GQ – Men of The Year e que, apesar de terem chegado com apenas alguns minutos de diferença, não tenham trocado uma palavra.

A primeira a chegar foi a atriz e depois Diogo Amaral. Segundo a “Flash”, os dois não falaram nem na passadeira vermelha nem na gala propriamente dita.

Os 12 melhores momentos do documentário de Jessica Athayde com a “Vogue”

Ainda assim, o ator garantiu estar “tudo bem” entre os dois acrescentando que vão ficar ligados para o resto da vida. “Vamos ficar unidos para sempre por causa do Oliver, por isso existe uma paz entre nós. Somos amigos”, disse. Aliás, o ator confirmou ainda que vai passar o Natal com Jessica Athayde, neste que é o primeiro Natal de Oliver.

“No dia 25 vou juntar o Mateus e o Oliver”, explicou acrescentando que vai passar o dia em casa da ex-namorada. “Agora que tenho dois filhos, o Natal passou a ter outro significado para mim. Vejo o Natal a acontecer mais no entusiasmo dos meus filhos. Óbvio que o Oliver é muito pequeno, mas o meu filho Mateus já anda a vibrar com isto.”, disse o ator à revista “TV7 Dias”.

“Já disse isto várias vezes, quando tu tens um filho com uma pessoa, a tua relação é para sempre. Para mim não faz sentido nenhum alimentar guerras. Isso não é bom para os filhos. Acho que não faz sentido viver de outra maneira”, concluiu.