Promete ser a diversão de muitas famílias durante este Natal. O Monopólio acabou de lançar uma nova versão do seu jogo de tabuleiro que é também a mais longa de sempre. É que ao invés dos 28 espaços originais que podem ser comprados, nesta nova versão há 66 propriedades e 40 casas para navegar cada vez que o dado lança um número.

Segundo escreve o jornal britânico “The Independent”, esta nova versão do jogo só está disponível através da Amazon e traz uma nova regra que muda por completo o modo de jogar Monopólio: declarar falência não obriga o jogador a sair da sessão de jogo derrotado.

Provavelmente anda a jogar Monopólio com regras que não existem (mas muitos acham que sim)

Para tentar reverter a situação, os jogadores podem cortar o dinheiro ao meio, duplicando-o. Isto vai resultar em sessões mais longas que só terminam até que alguém seja capaz de comprar todas as 66 propriedades existentes no tabuleiro.

No entanto, e segundo a mesma publicação, as reações que têm sido deixadas por vários fãs do jogo no Twitter mostram que nem todos estão de acordo com uma versão mais longa (e mais lenta) do Monopólio. “Tudo aquilo que nenhum pai alguma vez pediu”, escreveu um utilizador da rede social.

“O Monopólio já dividiu não sei quantas famílias. O que mais querem? Quem é que os magoou tanto ao ponto de quererem descarregar em nós ao longo de todos estes anos?”, brincou outro utilizador.

Afinal, como é que se joga mesmo ao UNO?

A chegada de um novo modelo de jogo do Monopólio acontece depois de a empresa responsável pela gestão da marca ter decidido introduzir três novas edições: uma versão para millennials, outra para batoteiros e outra para feministas que critica desigualdade de salários entre homens e mulheres.

A nova versão do Monopólio está esgotada na Amazon, mas espera-se que sejam repostas algumas unidades para quem está a pensar comprar o jogo para o Natal.