Na batalha entre Porto e Lisboa, a minha opinião é neutra e vale o que vale. Sou do norte, mais especificamente de Santa Maria da Feira, uma cidade a cerca de 20 quilómetros do Porto. Estudei no Porto e frequentei esta cidade diariamente durante três anos, em Lisboa vivo há três meses e posso garantir que me adaptei facilmente — só o meu sotaque é que não.

Comparar as duas cidades não faz sentido, dado que nunca evoluíram em igualdade de circunstâncias. Mas a rivalidade é antiga e não se fica apenas pelos clubes de futebol. Tal como acontece entre Madrid e Barcelona, Berlim e Munique, Melbourne e Sydney, dois pontos distintos no mesmo país com a maior concentração populacional, há quezílias e comparações.

Mas voltemos novamente a Portugal. O dia a dia nas duas cidades é claramente distinto, no entanto tem de se ter em consideração o número de habitantes no Porto — 214.349 habitantes — e em Lisboa — 506.892. Isto faz obviamente a diferença. Mas e mais? O que é que falta no Porto que há em Lisboa, e o que há no Porto que Lisboa não tem?

Esta questão despertou-me curiosidade e lancei-a nas redes sociais. Dos palavrões à luz do sol, sem esquecer a oferta de trabalho e, claro, a comida, mostramos-lhe as 30 melhores respostas.

O que há no Porto e falta em Lisboa? E vice-versa?

  1. “Casa Guedes (de bifanas) no Porto.” (Ana Daniela Ferreira, Porto)
  2. “No Porto há a única escola democrática em Portugal, a Escola da Ponte.” (Sara Fontoura, Lisboa)
  3. “Há uma grande diferença entre estas duas grandes cidades. Por um lado, enquanto que no Porto a probabilidade de se ouvirem palavrões ao passar cada esquina é muito grande, as pessoas acabam por se mostrar mais recetivas e acolhedoras, provavelmente pelo tamanho da cidade em comparação à capital. Mas sem dúvida que o que sinto mais falta em Lisboa é da francesinha.” (Rafael Moreira, Porto)
  4. “No Porto há o restaurante Tomatino e em Lisboa não.” (Rafaela Cerdeirinha, Porto)
  5. “Em Lisboa, toda a gente é de outra terra. No Porto não.” (Fernando Fontes, Porto)
  6. “O Costa Coffe é um espaço confortável e que, ao contrário de outras cadeias, ainda não parece um espaço de coworking. Além disso, há sempre um design apelativo com o logo da marca nos cappuccinos. Fazia falta em Lisboa.” (Rafaela Simões, Lisboa)
  7. “As filas para tirar o passe metropolitano em Lisboa são ridículas. O tempo de espera é imenso e o passe não fica pronto no próprio dia, à dissemelhança do Porto. Além disso, se quisermos que o passe fique pronto com urgência, é-nos exigido um valor extra para o obter em 24 horas.” (Patrícia Dias, Porto)
  8. “No Porto, todas as paragens estão sinalizadas e raros são os veículos sem painel eletrónico em funcionamento. Em Lisboa, as paragens de autocarros Carris não estão devidamente sinalizadas. Quem fala nisso, também refere a ausência de roteiros eletrónicos presentes dentro do próprio autocarro que, por sua vez, dificultam o sentido de orientação do cidadão.” (Patrícia Dias, Porto)
  9. “Lisboa é enorme e sempre que lá vou acho a cidade confusa. As pessoas andam sempre a mil e parece que andam sempre chateadas.” (Andreia Aguiar, Porto)
  10. “No Porto há o famoso vinho do Porto reconhecido mundialmente. Lisboa tem vinho mas não produz esta iguaria.” (Susana Sousa, Porto)
  11. “Gosto muito de ambas as cidades! Há muitas diferenças: clima, cultura, arquitetura, gastronomia, mas destaco a luz e a cor.” (Maria Isabel Teles, Lisboa)
  12. “O Porto tem pastelarias/confeitarias com variedade e qualidade, algo que Lisboa não tem. Acessos mais fáceis sem se ter que fazer quilómetros para fazer inversão de marcha e os parques dos centros comerciais são na maioria gratuitos.” (Isabel Henriques, Porto)
  13. “No Porto posso dizer palavrões sem ser malvista. Em Lisboa não.” (Sara Torres, Colômbia)
  14. “Em Lisboa são poucos os que nasceram em Lisboa, enquanto no Porto a maioria foi nascida e criada na cidade.” (Sara Oliveira, Porto)
  15. “No Porto existe muita cagança (passo a expressão) com os títulos: senhora doutora, senhora arquiteta, senhora engenheira. Em Lisboa as pessoas tratam-se pelo nome.” (Iris Jorge, Porto)
  16. “Em Lisboa a mulher quer um cabelo prático e de fácil manutenção. No Porto a mulher gosta de ir ao cabeleireiro e sair de lá com ar de quem de lá saiu.” (Iris Jorge, Porto)
  17. “No Porto no geral come-se maravilhosamente e bem mais barato.” (Berta Balinho Moreira, Porto)
  18. “Lisboa teve um terramoto e foi ‘reconstruida’. O Porto mantém a sua identidade, com um crescimento urbano que se desenvolveu a partir do núcleo original.” (Paula Mesquita, Porto)
  19. “Lisboa tem mais oportunidades de trabalho e melhor remunerado.” (Berta Balinho Moreira, Porto)
  20. “Francesinha, a verdadeira, só no Porto. Pastéis de Belém só em Lisboa!” (Ju Martins, Porto)
  21. “Lisboa tem uma luz incrível, o Porto é mais sombrio mas com vistas de cortar a respiração. Gulbenkian e Serralves. Tejo e Douro. Não há Vs. nem competição, são duas cidades que nos deixam muito orgulhosos.” (Sílvia Santos, Lisboa)
  22. “Lisboa tem praças, o Porto tem becos e travessas. Lisboa tem o Parque das Nações, o Porto o Parque da Cidade. A grande diferença está nas pessoas e na mentalidade. Nos hábitos e na forma de estar. Nisso são completamente distintas.” (Patrícia Couceiro, Lisboa)
  23.  “Há muito mais oportunidades de emprego em Lisboa. E apesar de já haver muita oferta cultural no porto, ainda há algumas coisas que só acontecem em Lisboa, principalmente grandes concertos”, (Sandra Gomes, Porto)
  24. “No Porto acho que se sente falta  de empresas, pois a maioria vai para Lisboa.” (Afonso Magalhães, Porto)
  25. “Lisboa tem mais voos internacionais diretos para mais destinos de longo curso” (Rui Quaresma, Lisboa)
  26. “No Porto as pessoas são em grande maioria mais afáveis. Traz-nos o saudosismo do ‘bairrismo’, onde todos se conhecem e, se assim não for, dão abertura para que aconteça”,  (Ana Rita Nobre, Lisboa)
  27.  “No Porto come-se mil vezes melhor! As pastelarias são maravilhosas, as diárias são boas em qualquer tasco e não há francesinhas como as do porto. Uma excepção: não há pastéis de nata como em Lisboa”, (Sandra Gomes, Porto)
  28. “No Porto tem-se mais qualidade de vida, a cidade é mais pequena e é mais fácil chegar a todo o lado. Quando morava em Lisboa tinha de fazer um projeto para ir à praia por exemplo, no Porto consigo ir à praia tomar café e voltar para a outra ponta da cidade”, (Sandra Gomes, Porto)