De Lisboa, que recebeu pela primeira vez no ano passado a apresentação do Guia Michelin, a entrega dos prémios mais importantes da gastronomia viaja este ano até Sevilha. E é na capital das tapas que se serve um prato cheio de prémios que nos mostram quem são os melhores da cozinha ibérica.

São 87 os restaurantes que mostram merecer o galardão, mas a entrega de prémios deste ano traz uma novidade: os inspetores andaram em busca de um restaurante com um cunho sustentável, digno de estrela. O escolhido foi o restaurante Aponiente, em Cadiz, do restaurante Ángel Léon, conhecido como “o chef do mar”.

Ainda dentro das novidades, são 24 os novos restaurantes a entrar na lista dos melhores, quatro deles portugueses. Do ranking de restaurantes com uma Estrela Michelin constam o Epur e o Fifthy Seconds, os dois em Lisboa, Mesa de Lemos, em Viseu, e Vistas, em Faro. Já a Casa de Chá de Boa Nova, do chef Rui Paula, passa a ter, além de uma arquitetura digna de nota, duas estrelas Michelin. Para os inspetores, o chef português “joga com a memória, as técnicas mais atuais e a cozinha de proximidade para transferir para os seus pratos o autêntico sabor do Atlântico”. Com estrela Michelin desde 2016, o restaurante honra o peixe que lhe chega a dois passos, mas desde o ano passado que serve também um dos poucos menus com estrela Michelin totalmente vegetariano.

Mas nem tudo são boas notícias e na lista portuguesa não se fazem apenas contas de somar. Existem três restaurantes a sair da lista dos melhores: L’And Vineyards, em Montemor-o-Novo e Willlie’s e Henrique Leis, no Algarve. Em julho, Henrique Leis tornou-se o primeiro chef português a renunciar à classificação do Guia Michelin, depois de 19 anos com uma estrela no restaurante com o seu nome, em Almacil. Justificou a decisão com “o cansaço” e com o desejo de “fazer outras coisas”.

Rui Paula: Chef com Estrela Michelin cria menu com 21 pratos vegetarianos

E sim, não vale a pena fingir que o de sempre volta este ano a acontecer. Ainda não é desta que Portugal passa a ter um restaurante com três estrelas Michelin. Belcanto, de José Avillez, e o Ocean, de Hans Neuner, eram apontados como os dois candidatos com mais hipóteses de atingir este patamar máximo. Mas ainda não foi desta.

Aqui fica a lista completa de Estrelas Michelin 2020 para Portugal:

Restaurantes com duas estrelas:

– Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira)— NOVIDADE
– Alma (Lisboa), Henrique Sá Pessoa —
– Belcanto (Lisboa), José Avillez
– Il Gallo d’Oro (Funchal, Madeira) – Benoit Sinthon
– Ocean (Armação de Pêra), Hans Neuner
– The Yeatman (Vila Nova de Gaia), Ricardo Costa
– Vila Joya (Albufeira), Dieter Koshina

Restaurantes com uma estrela:

– Epur (Lisboa) – NOVIDADE
– Fifhty Seconds (Lisboa) – NOVIDADE
– Vistas (Faro) – NOVIDADE
– Mesa de Lemos (Viseu) – NOVIDADE
– A Cozinha (Guimarães), Pedro Loureiro
– G Pousada (Bragança), Óscar Geadas
– Gusto by Heinz Beck (Conrad Algarve Hotel, Almancil)
– Vista Restaurant (Praia da Rocha, Portimão)
– Antiqvvm (Porto), Vitor Matos
– Bon Bon (Carvoeiro), Rui Silvestre
– Casa da Calçada (Amarante), André Silva
– Eleven (Lisboa), Joachim Koerper
– Feitoria (Lisboa), João Rodrigues
– Fortaleza do Guincho (Cascais), Miguel Vieira
– LAB (Penha Longa, Sintra), Sergi Arola
– Loco (Lisboa), Alexandre Silva
– Pedro Lemos (Porto), Pedro Lemos
– São Gabriel (Almancil), Leonel Pereira
– William ( Funchal, Madeira), Luís Pestana