Foi talvez um dos momentos mais chocantes de “A Guerra dos Tronos”. Na terceira temporada da série, as várias casas aliadas aos Stark celebram o casamento de Edmure Tully e Roslin Frey naquela que viria a ser uma união capaz de dar consistência à oposição armada dos Lannister. Problema? Era suposto que Roslin, filha de Walder Frey (chefe da casa Frey), casasse com Robb Stark (Richard Madden) — o rei do Norte que, pelo caminho, se apaixonou por outra mulher e recusou a aliança aos Frey via matrimónio.

Embora Walder Frey tenha assegurado os seus anfitriões de que a renúncia de Robb não consistia um problema, a verdade é que não deixou passar a traição em branco. Durante o casamento, e para surpresa de todos os presentes, Walder dá ordem para que seja feita uma emboscada a todos os soldados aliados a Robb Stark e não escapa ninguém.

O evento, que ainda hoje é conhecido como O Casamento Vermelho, resultou nas mortes violentas de Robb Stark e da mulher, bem como de Catelyn Stark (Michelle Farley). E embora os fãs dos livros já soubessem o desfecho da história, foi talvez das mortes de personagens mais difíceis de digerir em televisão — em parte porque já estávamos habituados a vê-las há três anos.

Mas não foram as únicas. Em “Sons of Anarchy”, por exemplo, Jax Teller (Charlie Hunnam) vê-se obrigado a matar mãe (Katey Sagal) depois de descobrir que foi ela quem mandou matar a mulher.

12 séries na Netflix que são más mas que não conseguimos deixar de ver

A atriz tinha presença regular na série há seis anos, e embora nos últimos episódios tivesse assumido o papel de uma vilã tradicional, foi difícil para os fãs da série idealizar a história sem ela.

Mostramos-lhe as 20 mortes mais chocantes de personagens em televisão que ainda não conseguimos superar. Reunimos momentos de séries como “Sete Palmos de Terra”, “Segurança Nacional”, “This Is Us”, “Os Sopranos” e “The Walking Dead”.

20 fotos