Na segunda semana da cerimónia de compromisso do programa “Casados à Primeiro Vista” voltaram os momentos de tensão. Liliana mostrou que está perturbada e não consegue ultrapassar o passado e Marta ficou surpreendida com o facto de Luís estar de pé atrás na relação.

Na noite deste domingo, 10 de novembro, a cerimónia ficou ainda marcada pelas duas novidades: a junção de Lurdes e Paulo (que decidiram conhecer-se depois de o primeiro match ter falhado), e a primeira presença de Tatiana e Bruno, o último casal a subir ao altar, e que já revela alguns problemas na relação. 

Os seis casais conversaram à vez com os quatro especialistas e refletiram em conjunto sobre a última semana — a “semana do sim”. O momento mais aguardado da cerimónia é sempre aquele em que cada concorrente revela se quer ou não continuar na experiência. Revelamos a decisão de cada casal.

Tatiana e Bruno

O último casal a ser revelado foi o primeiro a sentar-se à frente dos especialistas. Tatiana e Bruno estiveram de lua de mel no Sri Lanka, onde Tatiana começou a sentir-se desconfortável com a relação.

“Comecei a sentir-me sufocada. E tive de dizer-lhe”, contou Tatiana aos especialistas. Bruno reconheceu que já conhece os limites de Tatiana e que esse é um ponto importante para que a relação dê certo.

Mas nem tudo é mau, já que os especialistas notaram que Tatiana valorizou o facto de Bruno fazer papel de pai e mãe ao mesmo tempo. “Não se vê muita gente hoje em dia a fazer os dois papéis. Normalmente as pessoas fogem. Foi o que aconteceu com o meu pai”, contou a concorrente aos especialistas, acrescentando que isso demonstra que Bruno tem valores e que é isso que ela procura.

Chegando ao momento da decisão depois da primeira semana do casal, e apesar de a hipótese de desistir do programa ter sido colocada em cima da mesa durante a lua de mel, ambos decidiram ficar.

A próxima semana vai ser a primeira do casal depois da lua de mel e a “semana do sim”. “Estou ansiosa para saber o que ele vai aprontar. Eu estou mais habituada a tomar as decisões entre nós. E agora vai ser o contrário. E com a personalidade que tenho, vamos lá ver”, confessa Tatiana.

Inês e Hugo

Ana Raquel já abandonou o programa, mas a irmã, Inês, continua, embora admita que continua a sentir “a mesma dificuldade, porque não existe atração física”, como explicou aos especialistas.

Demonstrando sempre uma enorme amizade, o casal continua a tentar que a relação resulte e que os dois se apaixonem. “O nosso timing não é o timing dos outros. Não nos estamos a comparar com os outros. Não estamos a competir com os outros, estamos a competir connosco próprios e até onde conseguirmos ir”, refere Hugo.

Uma das dificuldades reveladas pelo casal aos especialistas é o facto de não haver à-vontade para coisas simples como dar as mãos ou um abraço: “Eu até posso ter vontade de dar um abraço ao Hugo, mas não quero dizer com isso que o veja de uma forma diferente que não vejo no momento”.

Já Hugo admite que não é tão retraído, mas sim um “provocadorzinho nato”, mas sabe que não se sentem ainda à vontade um com o outro. Ainda assim, o casal melhorou a comunicação ao longo da “semana do sim”, em que Hugo preparou várias atividades para Inês, como a noite de fados, o almoço na mouraria ou o passeio à beira rio.

No momento de decidir o próximo passo, a resposta foi unânime: ficar.

“Casados à Primeira Vista”. A casa de Liliana foi assaltada por uma amiga — e ela conta tudo

Marta e Luís

Já passaram algumas semanas desde que o casal se reencontrou, mas, ainda assim, Marta sente que se conhecem muito pouco.

Durante a conversa com os especialistas, um dos temas foi o das duas fotografias que fizeram parte de uma sessão de terapia dos homens que se casaram no programa. Luís mostrou as fotos a Marta sem revelar o que ele viu — uma paisagem bonita com rio e montanhas.

Já Marta, ao ver as imagens, fez uma interpretação diferente: nuvens negras. “A Marta vê o negativo e quer falar sobre o negativo”, referiu Luís.

A metáfora serviu ainda para a concorrente expressar que acha que têm um caminho pela frente, onde vê as tais montanhas e a água cristalina e de vez em quando aparecem umas nuvens negras. “Temos de ter capacidade de soprar para deixar essas nuvens se dissiparem”, concluiu Marta.

E parece que a relação está sob algumas dessas nuvens negras: “Sinto que ela não tem interesse e que não quer nada mais do que amizade. Isto é uma coisa que já tínhamos comunicado”, disse Luís, voltando a trazer um assunto que o casal já tinha discutido, deixando Marta surpreendida.

Surpresa foi também o facto de Luís classificar que na última semana ficou menos aberto à relação, passando de um sete, como refere, para um cinco ou seis, numa escala de 0 a 10 indicada por um dos especialistas.

“Eu não estou apaixonada por ele. Se vou apaixonar-me ou não, não sei. Eu não adivinho o futuro”, refere Marta. Apesar de não se sentir apaixonada, Marta decidiu ficar no programa, tal como Luís. Mas ao contrário do que aconteceu na primeira cerimónia de compromisso, apenas Marta deixou um smile ao lado da palavra “ficar”.

Lurdes e Paulo

A relação é recente e inesperada. Lurdes casou à primeira vista com António e Paulo com Ana Raquel, mas ambos os casamentos não correram bem e foi a decisão de Paulo que ditou este novo relacionamento. O concorrente escreveu na semana passada “não ficar, mas…” e esse “mas” dizia respeito a Lurdes.

Este macth, que não foi escolhido pelos especialistas, ainda tem pouco tempo, mas parece que já tem algum sucesso. “Ele consegue compreender-me. Consegue ouvir-me. O que até há uma semana não estava a acontecer”, refere Lurdes, comparando o novo relacionamento com aquele que tinha com António.

Paulo partilhou da mesma opinião: “Há aqui mais campo para poder ser eu mesmo. Há um espírito bom, há sentido de humor também”, referiu o concorrente.

Ambos mostraram dar-se bem e ter alguma química nas várias atividades que Paulo preparou na “semana do sim” e é por isso que se segue mais uma semana, já que o casal decidiu ficar.

“Partilhar o mesmo espaço vai ser a continuação do conhecimento”, adianta Lurdes sobre o próximo passo que o casal possivelmente vai dar.

Anabela e Lucas

Depois do desaparecimento de Anabela (que foi uma semana para casa), o casal voltou a aproximar-se e Lucas chegou mesmo a convidá-la, não só para conhecer o seu babeiro, como para trabalhar com ele.

“Comunicámos mais esta semana do que se calhar o tempo todo em que estivemos aqui”, refere Lucas na cerimónia de compromisso.

O facto de Lucas não ter ingerido álcool ao longo da última semana fez com que Anabela se sentisse mais confortável e fosse menos agressiva com o marido, o que explica a melhor comunicação entre o casal.

“O que se passa aqui é que se calhar a minha bagagem é muito pesada. E gostava de livrar-me dela em algumas coisas”, conta Anabela e Lucas comenta: “Tem de saber enterrar as coisas do passado para poder seguir em frente”.

Apesar de Lucas ter anunciado a Anabela na noite anterior à cerimónia de compromisso que ia terminar a relação, o mesmo não se verificou quando virou o cartão. Ambos escreveram “ficar” e vão permanecer mais uma semana no programa.

“Alguma coisa mudou e ele decidiu ficar e eu fiquei feliz com isso”, disse Anabela no fim.

Liliana e Pedro

“Foi uma semana intensa, uma semana agitada. Sendo a ‘semana do sim’, acabou por ser uma semana que nos aproximou um bocadinho mais”, começou por definir Liliana no início da cerimónia de compromisso.

O momento com os especialistas ficou marcado por algumas confissões de Liliana que tentam explicar o porquê das atitudes que tem para com o Pedro.

“Eu sei que às vezes o tom de voz que uso, a maneira como eu falo, pode dar a sensação às outras pessoas de que eu sou autoritária, mandona, que todos me devem e ninguém me paga. Mas são consequências daquilo que tive que criar para me defender”, refere a concorrente. Liliana diz que na sequência dessas barreiras, para ela não é fácil ceder.

Ainda durante a conversa com os especialistas, Liliana falou sobre a “semana do sim”, em que Pedro a levou a andar a cavalo, uma atividade de que ela gostou por aquilo que os cavalos representam para ela: “O cavalo é um animal selvagem e indomável. Eu considero-me assim. Porque sou muito intempestiva, eu ajo muitas vezes sem pensar e depois quando reflito [penso que] se calhar eu devia ter ponderado”.

Por outro lado, referiu que este é um animal dócil e fiel, características que Liliana também consegue ter e que Pedro reconhece: “Quando ela se solta e as coisas fluem naturalmente, nós divertimo-nos juntos”. Mas Pedro indica que a outra parte da metáfora começa quando Liliana quer controlar tudo.

Para resolver a situação, um dos especialistas sugeriu um trabalho interno: “A Liliana adulta, de hoje, ir acalmar a Liliana que está lá atrás e que se calhar precisa da sua ajuda”.

Foi depois da sugestão que Liliana falou sobre um dos momentos difíceis por que passou na vida. “A Liliana é formatada para não demonstrar sentimentos porque a Liliana vem de uma família desestruturada. Com um pai com alguns vícios dos piores que possam existir, mas que é um pai. E a ligação que eu tenho com ele é aquela que eu transmito aos meus filhos. Estar ausente dos meus filhos não é fácil de todos”, disse a concorrente.

Liliana aprofundou mais a história do pai: “O meu pai esteve desaparecido uma semana e foi assassinado. Fui eu que o encontrei no meio da rua. E fui eu, menor de idade e criança, que o tive de o ir reconhecer ao Instituto de Medicina Legal. Se eu sou fria e tenho este ar madura, eu tenho os meus motivos para ser assim”, disse Liliana.

Apesar de Pedro compreender o sofrimento, não percebe a relação entre o passado e algumas situações do presentes. “O que é que a questão de ela ter descoberto o pai morto, tem a ver com o Pedro que não sabe passar a ferro ou não sabe cozinhar bem ou é brincalhão e diz piada brejeiras? Nada”, questionou-se Pedro.

O concorrente coloca em hipótese que estes argumentos podem servir para Liliana se proteger e não se entregar a ele, usando-os apenas para se sentir uma pessoa sofredora.

Liliana acabou a sessão com os especialistas admitindo que o facto de fazer esta confissão foi para ela um passo gigante: “Acho que eles conseguiram perceber que afinal não sou a arrogante que pareço”, concluiu.

Por fim, no momento da decisão final, ambos os concorrentes escolhem ficar mais uma semana no programa e Liliana comprometeu-se a ultrapassar os obstáculos.