Durante dois meses, o Hospital Garcia de Orta, em Almada, foi a casa de Ângelo Rodrigues. O ator deu entrada naquela unidade hospitalar com uma grave infeção causada, alegadamente, por uma injeção de testosterona.

Ao longo do internamento, Ângelo Rodrigues sofreu uma paragem cardíaca, foi posto em coma induzido, foi submetido a quatro cirurgias e realizou tratamentos numa câmara hiperbárica para aceleração do processo de cicatrização dos tecidos da perna esquerda que estava inflamada.

Ângelo Rodrigues recebe mensagem de ginásio a questionar a sua ausência

Mas segundo a revista “Vidas“, a equipa médica que acompanhou o ator no processo de recuperação não está satisfeita com a falta de feedback do ator, que tem usado as redes sociais para atualizar os fãs sobre o seu estado de saúde. Numa notícia divulgada pelo jornal “Sol” nas redes sociais, é possível ler um comentário de uma mulher que, pelo teor da publicação, leva a crer que se trata de uma das funcionárias do hospital

“Então, que tal um agradecimento a todo o pessoal do Hospital onde esteve tanto tempo internado, e que se esforçaram tanto para que tudo corresse bem, e aturaram o seu mau humor quando as coisas não corriam como queria?”, perguntou. “Humildade, amigo, humildade, palavra que não faz parte do seu vocabulário. Lamentável!”