Fenómenos destes não acontecem muitas vezes. A 16 de outubro, a chegada de Jennifer Aniston ao Instagram foi notícia em todo o mundo e percebe-se porquê. Afinal, era a primeira vez que a atriz que deu vida a Rachel Green em “Friends” marcava presença numa rede social. Não demorou muito para que a primeira fotografia batesse recordes de gostos e visualizações, talvez potenciado pelos rumores de que o todo o elenco da sitcom americana estar novamente a trabalhar num novo projeto.

Em menos de um dia, a atriz conseguiu somar mais de 8 milhões de seguidores na sua conta oficial. Cerca de um mês depois, o número de seguidores subiu para mais de 18 milhões — sendo esta a primeira vez que este número é atingido por uma conta em tão pouco tempo.

Apesar de a fotografia, que mostrava o elenco de “Friends” novamente reunido, ter sido amplamente partilhada e discutidas nas redes sociais (geralmente acompanhada de elogios e suspiros de emoção dos fãs mais acérrimos), não era claro o motivo da chegada da atriz à plataforma.

Quiz. Sabe mesmo tudo sobre “Friends”? Temos 15 perguntas para os verdadeiros fãs

Em entrevista a Ellen Degeneres, Aniston revelou que “queria juntar-se à festa [à discussão e à partilha que o Instagram promove]” e que lhe pareceu uma boa ideia depois de alguma ponderação. “Não é assim tão assustador estar no Instagram. Podemos partilhar informação, estar em contacto com os nossos fãs, clarificar algumas informações erradas que tenham sido ditas ou escritas sobre nós, gozar connosco ou até mesmo com os outros”, explicou.

Mas agora, em entrevista ao jornal britânico “The Guardian”, a atriz diz que o que pesou na sua decisão de aderir à rede social foi, essencialmente, a estreia de “The Morning Show” — a nova série da Apple TV+ que é também a primeira grande participação de Jennifer Aniston num papel de drama após o fim da sitcom.

“Na altura pensei: ‘Porque é que vou fazer isto, afinal? As pessoas já andam a vasculhar as minhas gavetas das cuecas, quase. E agora sinto que tenho a capacidade de decidir qual é o par de cuecas que eu quero que os outros vejam'”, revelou.

No entanto, e embora tenha feito publicações regulares, recusa-se a deixar que o Instagram lhe controle a vida. É que apesar de estranhar a atenção mediática de que tem sido alvo após a criação da conta, diz sentir necessidade de continuar a dar conteúdo aos seus seguidores.

Em “The Morning Show”, a nova grande produção do novo serviço de streaming da Apple, Jennifer Aniston é uma jornalista pivô de um dos programas de maior audiência nos EUA, que vê a vida virada do avesso depois do colega ser despedido do programa por conduta sexual imprópria.

No elenco da série estão ainda nomes como Reese Witherspoon (“Big Little Lies”) e Steve Carell (“The Office”).