Emma Watson, de 29 anos, parece que deu voz à famosa expressão “solteira sim, sozinha nunca”. Segundo o canal CNN Entertainment, a atriz disse à britânica “Vogue” que prefere utilizar a expressão “auto-parceira” em relação ao seu estado amoroso, e não definir-se como solteira.

Ao chegar à casa dos 30, Emma, partilhou com a revists que se sentia “stressada e ansiosa” devido à pressão social que é exercida sobre as mulheres que chegam a esta idade e não têm namorado, nem planos de constituir família brevemente.”Se não construiste uma casa, se não tens marido, se não tens um bebé e estás prestes a fazer 30 anos; se não estás num lugar incrivelmente seguro na casa, carreira, ou ainda estás a descobrir as coisas… Há uma quantidade incrível de ansiedade“, afirmou.

Óscares. Já escolhemos os piores looks e Emma Stone faz parte do lote

A ativista e embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres — que advoga a campanha “He For She” e incentiva os homens a defenderem a igualdade de género — confidencia que nunca acreditou no discurso das mulheres que afirmavam que solteiras eram felizes, no entanto, apesar de ter demorado muito tempo, atualmente garante que está muito feliz sozinha — mas evita essa palavra, “solteira”. “Demorei muito tempo, mas estou muito feliz por estar solteira. Eu chamo-lhe auto-parceria“, explica.

A entrevista completa a Emma Watson vai ser publicada na edição de dezembro da “Vogue”. No final deste ano, ainda poderá ver a atriz de volta aos ecrãs — a jovem que ficou conhecida pelo seu papel nos filmes de “Harry Potter” vai interpretar Margaret Meg March no novo filme “Little Women“.