Web Summit

Web Summit. Qual é a app mais cool que tem no seu telemóvel?

Dez visitantes da feira de tecnologia e inovação responderam-nos à questão e apresentaram-nos a mundos desconhecidos no infinito universo das apps, das viagens à cultura.

i

Faça o teste: abra o painel das aplicações do seu telemóvel e escolha: qual é a mais cool?

Faça o teste: abra o painel das aplicações do seu telemóvel e escolha: qual é a mais cool?

Estamos em 2019, mas podíamos não estar. É que debaixo da bolha da inovação, do empreendedorismo e do tech que nestes dias invade o Parque das Nações, em Lisboa, temos a oportunidade de vislumbrar aqueles que muito provavelmente serão os gadgets, físicos ou imateriais, do amanhã.

Em cenário de Web Summit, e pensando no número infinito de ferramentas disponíveis para download nos sistemas operativos dos nossos smartphones, lançámos um desafio —em modo pergunta — aos amantes da inovação tecnológica: Qual é a aplicação mais cool que têm no telemóvel?

Os resultados foram surpreendentes. Sabia que há uma app que resume mais de três mil livros de não ficção de forma a que, em 15 minutos, conheça as ideias chave dos manuais? Este é só um dos exemplos. Entre agregadores de podcasts, a diários de viagens ou gestão de dinheiro entre amigos (que é só incrível), veja quais é que são as apps preferidas de dez visitantes da Web Summit.

Blinkist, Niklas Allingbjerb

O dinamarquês Niklas Allingbjerb, de 31 anos, apresentou-nos ao maravilhoso mundo do Blinkist, uma plataforma que junta as ideias chave de mais de três mil livros bestsellers de não ficção, com temas que vão desde a filosofia à tecnologia. O conceito passar por dar ao utilizador a possibilidade de ficar a conhecer o resumo de diversos manuais em apenas 15 minutos, lendo ou ouvindo. O utilizador tem ainda a possibilidade de guardar numa espécie de pocket os conteúdos que quer consultar depois.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS, mas para ter acesso à oferta é necessário pagar uma subscrição de 6,67€ (a mais barata) mensais assim que expirar o período grátis de sete dias.

Mapstr, Charlotte le Prince

A francesa de 30 anos, natural de Paris, não demorou muito a escolher: a aplicação mais cool que tem no telemóvel é a Mapstr. De que se trata? Podemos embrulhar a coisa assim: com esta ferramenta vai criar um mapa do seu mundo ideal, com os seus restaurantes, lojas e bares preferidos ou a visitar em qualquer parte do globo.

O melhor? Pode enviar e receber sugestões dos seus amigos e seguir-lhes o rasto. Ótimo para usar na própria cidade, ainda melhor para planear viagens. Inclui a informação útil de todos os spots, como horários, distância e morada.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS.

YR, Ondrej Slivka

A escolha do eslovaco Ondrej Slivka, 36 anos, foi mais básica, mas não menos importante. “Faço muito desporto ao ar livre, por isso uso quase todos os dias”, diz à MAGG. A YR é uma app de meteorologia, “mais precisa e de confiança”, acredita.

Dá informação de temperatura, de vento e do estado do tempo no geral, mostrando no ecrã uma espécie de imagem que replica o cenário do local que está a consultar. Também disponibiliza informação para os próximos dias e ainda um mapa com ícones que dão conta do estado do tempo noutras cidades e países.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Esta startup vai mudar a minha vida. E se nunca mais tivesse de enviar um currículo?

Waze, Blažena Sedrovičová

“Salva-me todos os dias”, diz-nos logo Blažena Sedrovičová, da Eslováquia, que frisa o facto de em Bratislava, onde vive, estar sempre muito trânsito. A Waze é a sua app  preferida porque a ajuda no quotidiano: indica sempre o caminho mais rápido, alerta sobre acidentes e dá alternativas de caminhos, notifica sobre radares de velocidade ou até sobre a presença de polícia.

A grande vantagem face a outras soluções do género passa pela capacidade que os utilizadores têm em atualizar, em tempo real, a app, fazendo com que a informação circule muito mais rapidamente. Exemplo: vai na estrada, percebe que há um radar — assim que marcar na app, todas as outras pessoas que passarem naquele local e que estiverem utilizarem o Waze vão receber uma notificação de alerta e assim evitar exceder o limite de velocidade e, no final da linha, levar uma multa.

No fundo, é uma app para o trânsito com cariz financeiro, uma vez que o ajuda a poupar dinheiro — que de outra forma seria muito mal gasto.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Spotify, Farina Melchior

Ok, já todos conhecemos o Spotify, mas a realidade é: haverá app mais cool do que esta? Dificilmente. É a maior plataforma de streaming de música e a companhia diária da alemã Farina Melchior, natural de Stuttgart. “Segue-me o dia todo”, diz-nos. Além de poder aceder aos temas dos seus músicos preferidos e de aprender sobre outros que não conhece, Melchior (que tem a versão premium) destaca as listas que a própria app cria, segundo os gostos, género de música ou altura do dia. “Adoro a playlist para o duche”, destaca. Além disso, a app fundada em Estocolmo, Suécia, em 2006, inclui ainda a possibilidade de ouvir podcasts, de fazer parte de uma rede de amigos e saber o que é que eles andam a ouvir.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS. A versão premium tem três pacotes: individual (6,99€), família (10,99€ para seis contas) e estudante (3,49€).

Splitwise, Deborah Hutch

Isto é absolutamente life changing para viagens entre amigos e até as rotinas de quem divide casa. A Splitwize substitui as notas trapalhonas do telemóvel onde se aponta o dinheiro que se deve e que se tem de receber. Trata-se de uma app que permite criar grupos e, assim, dividir contas, de forma simples e organizada. Foi-nos apresentada pela alemã Deborah Hutch, 32 anos, que costuma utilizar-la com os amigos, quer seja em viagens, quer seja em saídas à noite.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Zero Waste App, Gloria Fanenbruck

A app mais cool do telefone de Gloria Fanenbruck, 33 anos, só existe em Hamburgo, mas poderá inspirar outros a criarem uma solução do género: a Zero Waste App apresenta um mapa desta cidade da Alemanha e mostra em que sítios é que se pode comprar comida sem desperdício e sem plástico envolvido. “Há cada vez mas restaurantes e supermercados presentes na app. Até é possível comprarmos comida em grandes cadeias levando a nossa própria caixa”, conta.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS — mas só em Hamburgo.

eCooltra, Filipe Evaristo

Filipe Evaristo, 29 anos, não chegou à Web Summit numa mota elétrica eCooltra, porque a distância entre a sua casa e o Parque das Nações não é a ideal. “O melhor é para viagens curtas por Lisboa”, diz. “É mais barato, super prático e é mais ecológico.”

A eCooltra é uma plataforma que disponibiliza uma rede partilhada de scooters eléctricas. Depois de associar à app um cartão de pagamento, só precisa de aceder ao mapa, localizar o veículo mais próximo, reservá-lo, ir ao seu encontro e desbloqueá-lo — os capacetes estão dentro da mala da scooter. Terminada a viagem, só tem de estacionar a scooter em qualquer lugar, desde que corretamente. O pagamento é feito por minuto de utilização.

O serviço está presente em Lisboa, Madrid, Barcelona, Valência, Milão e Roma.

A app está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Pocket Casts, Jeroen Boumans

Esta app apontada pelo holandês Jeroen Boumans, 32 anos, vai permitir-lhe subscrever aos seus podcasts favoritos, que também poderá partilhar noutras plataformas com os seus amigos, como no WhatsApp ou por email. Entre as funcionalidades, destaca-se aquela que permite reduzir os momentos de silêncio, tornando as conversas mais fluídas e rápidas. A interface é outros dos pontos positivos: é minimalista, intuitiva, bem organizada, focando a atenção do utilizador naquilo que é importante — o podcast.

O melhor de tudo? A app é grátis e está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Polarsteps, Ralph Janssen

A app ideal para os pais que ficam preocupados quando os filhos vão de viagem. Ralph Janssen, holandês, 31 anos, não a está a usar na passagem por Portugal, mas porque já esteve cá em 2019. Porém, está atento à atividade dos amigos que estão neste momento a explorar o Vietname. É isso: esta app é uma espécie de diário de viagem, que cria automaticamente todo o trajeto que o utilizador está a percorrer — desde os países, cidades, a todos os locais que nelas visita. Tudo isto, sem tirar o telemóvel do bolso. Por outro lado, quem fica em terra, tem a oportunidade de acompanhar em tempo real o trajeto do amigo e familiar, não sendo necessário ter conta — basta que o utilizador partilhe o link.

A app, que também funciona como uma rede social ao ligar-se aos amigos de outras plataformas, cria ainda álbuns de fotografias que associa aos diferentes pontos do mapa. No que respeita à privacidade, a Polarsteps garante que o utilizador controla quem tem acesso a esta espécie de blogue de viagens.

A app é grátis e está disponível gratuitamente para Android e iOS.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.