Jane Goldman era a responsável pela história da prequela da “A Guerra dos Tronos“, que contava com Naomi Watts como protagonista e cujo episódio-piloto tinha sido gravado durante o verão pela realizadora de televisão S.J. Clarkson. Mas apesar de o projeto ter começado a avançar, parece que a HBO não aprovou a ideia.

“A produtora de séries Goldman enviou emails ao elenco e à equipa do projeto para dizer-lhes que o piloto está morto”, escreve o site “Deadline” esta terça-feira, 29 de outubro.

A prequela contava com uma co-produção de George R. R. Martin e a história, como conta o mesmo site, “iria passar-se há milhares de anos antes das guerras, romances e dragões de ‘A Guerra dos Tronos’ em que Emilia Clarke e Kit Harington encenaram as suas personagens até à oitava temporada, em maio”.

A história da prequela tinha sido aprovada pela HBO em junho de 2018, mas três meses depois, já com a prequela em produção, a plataforma deu também luz verde não oficial ao projeto de Martin e Ryan Condal.

Estes memes sobre o último episódio de “A Guerra dos Tronos” são de chorar a rir

Só que depois de uma difícil produção da prequela de Goldman, com vários problemas — quer nas filmagens, quer na edição de imagem —, o projeto não segue para a frente e o episódio-piloto que seria lançado em 2020 já não vai ser apresentado.

Com a rejeição da HBO, o elenco que contava com Naomi Watts como protagonista e atores como Miranda Richardson fica apenas no papel e não passa para o ecrã.

A notícia surge numa altura em que a Warner Media, proprietária da HBO, apresenta os investidores do serviço de streaming HBO Max (disponível em maio de 2020 nos Estados Unidos) na Warner Bros, em Burbank, Califórnia.

A renovação da série “A Guerra dos Tronos” está prevista para a próxima primavera, lançamento que a plataforma HBO Max espera impulsionar o números de assinantes — de forma a alcançar 50 milhões nos EUA nos próximos cinco anos.