Social

"Casados à Primeira Vista". Fomos testar a compatibilidade dos casais numa app

Os especialistas analisaram e uniram seis casais no programa. Mas o que dizem as aplicações de compatibilidade amorosa? Serão estes os pares perfeitos?

i

O programa vai no inicio, e entre peripécias e discussões, alguns casais estão cada vez mais próximos

O programa vai no inicio, e entre peripécias e discussões, alguns casais estão cada vez mais próximos

O “Casados à Primeira Vista” ainda vai no início e, entre peripécias e discussões, alguns casais estão cada vez mais próximos — enquanto outros já tornam evidente o fim à vista. Os psicólogos fizeram o suposto match perfeito, de acordo com os perfis dos candidatos, eles conhecem-se no altar pela primeira vez (ou pelo menos deveria ser assim, não é Marta e Luís?) e agora é amor para a vida toda. Ou não.

Depois do veredito dos especialistas e de uma astróloga, decidimos fazer uma brincadeira para testar mais uma vez a compatibilidade destes casais: usar uma app que determina o sucesso ou insucesso de uma relação com base no nome e na data de nascimento. Que atire o primeiro telemóvel quem nunca fez isto, nem que seja só pela piada de ver os resultados.

Escolhemos uma aplicação e fizemos o teste. O potencial de união de Luís e Marta é de 4 em 5 estrelas, mas a química sexual fica-se pelas 2. Mais alta é a de Anabela e Lucas e de Liliana e Pedro. Só não há dúvidas de que Ana Raquel e Paulo não se entendem — nem sequer nos sites de compatibilidade amorosa se safam. Ora veja.

Luís e Marta

Luís é xxx, Marta é escorpião

Luís: 5 de julho de 1979, Caranguejo
Marta: 14 de novembro de 1981, Escorpião

Potencial de união: 4/5

A atração do casal é forte e não vão faltar planos a dois. “São gentis, fieis e sensuais”, diz app, que acrescenta que eles confiam um no outro. Uma paixão estável com confidências e com projetos para formar uma família. As coisas podem resultar, mas é essencial que o nativo de Caranguejo (Luís) adote uma postura madura no casamento. Em relação à união de ambos, Marta (Escorpião) é que em lidera a relação, mas os ciúmes e desconfianças podem ser um dos principais problemas dos dois.

Química sexual: 2/5

A mulher Escorpião gosta de dominar e faz-se notar nestes momentos mais íntimos. Possessiva, pode tornar-se manipuladora para tentar chegar mais facilmente ao parceiro. Com desejos exuberantes, terá de adaptar-se ao ritmo calmo e mais silencioso de Luís (Caranguejo).

“Casados à primeira Vista”. Anabela vai fugir de Lucas — a história da separação

Aliança: 4/5

Não são almas gémeas, mas também não precisam. As diferenças entre os dois signos vão enriquecer a relação onde tem de liderar a tolerância. Falam com o olhar e têm imensa sintonia. Mas as semelhanças podem ser um problema: “Eles são tão parecidos que correm o risco de se fecharem num círculo, de tal forma que deixam de demonstrar interesse pelo mundo exterior”. Com o equilíbrio perfeito, porém, “podem formar um casal indestrutível”.

Hugo e Inês

Hugo é do signo gémeos, Inês caranguejo

Hugo: 8 de junho 1977, Gémeos
Inês: 2 de julho 1981, Caranguejo

Potencial de União: 3/5

“A mulher Caranguejo não entende verdadeiramente o que o nativo de Gémeos quer, e ele não entende o que ela sente”. Respeitar os limites um do outro é a sugestão chave para que a relação seja duradoura e sem grandes discussões. Esta não é uma relação fácil, “vive entre a guerra e a paz”. Pode durar anos, mas para que o casal se conheça é necessário quebrar o gelo.

Quando não constroem a relação calma e ponderadamente, podem destruir tudo. “Cuidado para não se cansarem um do outro em vez de tentarem construir, comunicar claramente e encontrar soluções para os altos e baixos emocionais.”

Ângelo Rodrigues. Regresso à televisão “depende da intensidade do papel ou de uma possível adaptação”

Química sexual: 2/5

A sensibilidade e a sensualidade unidas fazem da mulher caranguejo pouco segura e carente de provas de amor. Pela sua timidez, está propícia a conflitos, mesmo sem intenção. Muito convencional e cuidadosa, “requer a exclusividade do parceiro”.

Aliança: 3/5

A relação destes dois é como”uma colcha feita de tecidos muito diferentes uns dos outros.” Provavelmente não compreendem determinadas atitudes um do outro, mas é natural e essencial tentar fazê-lo.

Um signo no elemento ar (Gémeos) e outro na água (Caranguejo): não se misturam, mas coexistem “como vizinhos que se encontram sem se conhecerem de verdade”. Entre um intelectual pouco inclinado a grandes demonstrações de afeto e uma intuitiva frequentemente hipersensível, os conflitos são potencialmente destrutivos. Mais: “Normalmente falta espírito de iniciativa nessa união, e por vezes ela percorre os meandros da incompreensão ou os jogos de poder e manipulação.”

Ana Raquel e Paulo

Ana Raquel é do signo escorpião, Paulo é balança

Ana Raquel: 27 de setembro de 1976, Escorpião
Paulo: 29 de outubro de 1967, Balança

Potencial de união: 2/5

Há equilíbrio nesta relação, mas os dois procuram coisas diferentes. Enquanto Paulo, de signo Balança, quer “alguém que o tranquilize e de confiança”, Ana Raquel (Escorpião) quer paixão e poder, muitas vezes através do confronto. Com um espírito crítico e intenso, o nativo de Escorpião quer ver atitude e garra no parceiro. O excesso de sinceridade pode ser um inimigo na relação, é importante filtrar mais o que é dito.

Química sexual: 3/5

“A sensualidade do [signo] Escorpião é intensa, profunda e apaixonada.” O sexo é sagrado e o mais importante é o prazer e a comunhão dos dois, que dá origem a uma “relação fora do comum”.

“Casados à Primeira Vista”. Liliana tem várias dívidas e o ordenado penhorado

Aliança: 3/5

Esta é uma relação que precisa de muito diálogo entre o casal para funcionar. Compreender as reações e falar abertamente sobre as atitudes de cada um é essencial. Ana Raquel, nativa de Escorpião, pode ser a principal fonte de críticas e da perda de confiança por parte de Paulo. Através das “criticas ou falta de atenção”, podem gerar-se desacatos e mal entendidos com o parceiro. “Para que [a relação] dure, é necessário que ambos amadureçam”.

António e Lurdes

António: 24 de agosto de 1953, Virgem
Lurdes: 2 de março de 1965, Peixes

Potencial de união: 5/5

São o perfeito exemplo do oposto que funciona: são completamente diferentes um do outro, mas funcionam porque se respeitam. Lurdes (Peixes) “é desorganizada e muito tranquila”, enquanto António (Virgem) é “muito organizado, rigoroso e alinhado”. Este acordo e compreensão criam o ambiente perfeito entre o casal. Ainda que diferentes, acabam por se encontrar como um complemento, um equilíbrio. “São fascinados um pelo outro.”

Química sexual: 4/5

A parte sexual é liderada pelo nativo de Virgem (António). Com um foco na sensualidade, este ajuda a nativa de Peixes a libertar-se e a deixar-se levar pelo momento. Uma vida sexual ativa e espontânea, mas que deve manter o romantismo nas suas abordagens.

Aliança: 5/5

É uma relação de complementariedade e isso faz-se sentir em tudo. Funcionam como uma dupla, são muito solidários um com o outro e estão sempre prontos para ajudar com as adversidades do mundo exterior.

Liliana e Pedro

Liliana é do signo sagitário, Pedro é virgem

Liliana: 10 de dezembro de 1981, Sagitário
Pedro: 12 de setembro de 1977, Virgem

Potencial de união: 1/5

Os dois signos estão desencontrados. Apesar de partilharem gostos em comum, veem a vida de diferentes formas. Há uma partilha entre o casal: Liliana (Sagitário) leva o parceiro a libertar-se mais, Pedro incita o lado paciente da mulher Sagitário. Apesar disso, Pedro não terá capacidade de acompanhar a forma de viver de Liliana, e esta não consegue lidar com as “atitudes cavalheirescas dele”. A relação não é serena — entre discussões e reconciliações, precisam de trabalhar com a paciência e investir no diálogo.

Química sexual: 4/5

Talvez o casal não esteja de acordo quanto às decisões e aos ideais, mas no que toca ao sexo, tudo parece estar bem resolvido. A mulher Sagitário é divertida e ousada na cama. Gosta de descobrir coisas novas e valoriza a liberdade nos relacionamentos sem preconceitos, mas sempre com respeito pelo outro. “O potencial sexual [do casal] é excelente e só tem de ser vivido e explorado com delicadeza”.

Aliança: 4/5

Se forem tolerantes, as coisas podem resultar. Funcionam num encaixe de ideias constante. Complementam-se, ajudam-se nos momentos difíceis e estão quase sempre de acordo nas suas ideias. Contudo, “o excesso de entusiasmo pode inviabilizar a história” e o casal precisa de encontrar o equilíbrio perfeito para estar em total sintonia. Os egos de cada um destes signos precisa de ser alimentado, e o risco de se tornarem sombra um do outro é grande.

“Casados à Primeira Vista”. Vem aí uma troca de casais surpreendente

Anabela e Lucas

Anabela é do signo Balança, Lucas Leão

Anabela: 15/10/1986, Balança
Lucas: 18/08/1989, Leão

Potencial de união: 4/5

Entendem-se na perfeição, e esta é uma das principais vantagens deste casal. Para além disso, complementam-se: “[o homem de signo] Leão pode dar o melhor de si e [a mulher] Balança sabe entender e guiar o parceiro”. Uma união sólida e com possibilidade de se prolongar pelo tempo. A atmosfera deste casal é leve e dinâmica, com muitas atividades a dois.

Química sexual: 4/5

Sensual e requintada, a mulher de signo Balança cria um ambiente de harmonia sem nunca forçar o parceiro a nada. O potencial sexual deste casal é excelente.

Aliança: 5/5

Vivem num ambiente de entreajuda e solidariedade, onde vai crescendo uma cumplicidade. O nativo de Leão “decide, seleciona, organiza e aposta”, Anabela (Balança) “comunica, move e inova”. Um casal feito de aventuras e de convívios com os amigos.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.