Parece que foi há uma eternidade, mas existiu realmente um período na História em que Brad Pitt e Angelina Jolie eram apenas colegas de trabalho. Isto aconteceu até 2005, o ano em que o casal contracenou junto pela primeira vez em “Mr. & Mrs. Smith“.

Na altura, os rumores de que os dois estavam numa relação saltaram de imediato para os tabloides. O escândalo tomou conta da vida dos atores, não fosse Brad Pitt casado com Jennifer Aniston na altura. Jolie e Pitt sempre negaram as alegações do affair, mas a verdade é que o casamento de Brad e Jennifer terminou no mesmo ano.

O casamento de Brad Pitt e Jennifer Aniston aconteceu há 19 anos

Depois do divórcio, Brad Pitt e Angelina Jolie confirmaram o romance, tiveram filhos e casaram, mas sempre negaram que a relação tivesse começado nas filmagens do filme que protagonizaram. Em 2016, porém, o guarda-costas da atriz revelou ter presenciado cenas de romance entre os dois.

“[A Angelina] e o Brad estavam constantemente a rir e a brincar um com o outro e agiam como se fossem duas crianças na escola que estavam apaixonados. Era muito querido”, disse nesse ano à revista “Us Weekly”, citada pelo “Mirror“.

“Apanhei-os várias vezes nos seus atrelados a namorarem. Não fiquei nada chocado quando eles casaram anos depois”, confessou.

Brad Pitt fala abertamente sobre o que levou ao fim do casamento com Angelina Jolie

Agora, o “Mirror” noticia que era este mesmo guarda-costas que passava os bilhetes apaixonados entre Brad Pitt e Angelina Jolie no set do filme “Mr. & Mrs. Smith”. O segurança chama-se Mark Behar e trabalhou para a atriz durante vários anos.

O mesmo jornal explica que o homem trocava notas “explícitas” durante as filmagens do filme, enquanto Brad Pitt ainda era casado com Jennifer Aniston. “Mark disse que havia uma rede secreta de pessoas que passavam notas secretas entre os amantes, enquanto eles filmavam o caloroso filme de assassinos juntos”, escreve a publicação.