Marta Rangel nasceu a 14 de novembro e é escorpião. Luís, que faz anos a 5 de julho, é caranguejo. Já quanto ao sol do mais recente casal de “Casados à Primeira Vista“, há um virgem — António, de 65 anos — enquanto Maria de Lurdes, de 54 anos, é peixes.

Estes e outros casais deram match na mesa de discussão dos quatro terapeutas, mas fomos perceber se o mesmo aconteceu nos astros. A astróloga Sandra Costa analisou os signos de cada concorrente para fazer uma interpretação da compatibilidade. Para tal, recorreu à sinastria, “o ramo da astrologia que estuda os relacionamentos”, explica à MAGG, e que é usada para identificar áreas de compatibilidade, superar dificuldades nos relacionamentos e encontrar novas formas de reforçar os laços e de vivenciar o amor que existe na relação.

Para aplicar a sinastria, e perceber se o signo dos concorrentes têm um futuro em conjunto, Sandra teve como base os planetas principais que são representantes dos arquétipos femininos e masculinos: a lua e o sol e vénus e marte. Por isso, além do sol (que simboliza a forma como nos damos a conhecer), outros fatores foram tidos em consideração.

Começamos com o casal que parece ter tudo para dar certo até ao momento: Liliana e Pedro.

Liliana Oliveira e Pedro Pé Curto

O sol de Liliana é sagitário e a lua está em gémeos. Já Pedro tem ambos os astros em virgem. O que é que isto significa? Surpreendentemente, um dos significados é que, apesar da forte ligação entre o casal, podem vir a passar por tempos difíceis.

“Os signos solares do casal estão a fazer uma conexão difícil. Por um lado, é um sinal positivo de que os seus signos solares estão conectados. Por outro, o Pedro e a Liliana enfrentam o desafio de ter que superar alguns problemas antes de experimentar todas as recompensas desta união”, explica Sandra.

É que no meio de uma grande cumplicidade, há um problema revelado pelos astros: a rivalidade. “Eles são polos separados na maneira como veem o mundo. A princípio, isso pode parecer emocionante, atraente e romântico. À medida que o tempo passa, e a excitação inicial esvai-se, eles são apresentados ao obstáculo de comunicarem com alguém que vê o mundo de uma maneira diferente”, analisa a astróloga.

Mas não são só estas as rivalidades que o casal pode ter que enfrentar. Facilmente podem surgir tensões emocionais em resultado de mal-entendidos e da forma como lidam com momentos de stresse, fazendo com que se sintam inseguros no relacionamento, mesmo que estejam muito apaixonados.

Quanto ao futuro, “a durabilidade da atração depende de outras conexões entre os planetas. A Liliana e o Pedro provavelmente permanecerão amigos, mesmo que não mantenham uma parceria íntima”, conclui a astróloga.

Marta Rangel e Luís Santos

Ela tem o sol em escorpião e ele em caranguejo. Se no primeiro encontro parece não ter havido química entre o casal, foi preciso casar à “segunda vista” para tentar que a conexão entre os dois desse certo. A verdade é que deu, já que Sandra revela que a combinação dos planetas pessoais do casal [Sol, Lua, Mercúrio, Vénus e Marte] é muito bem-sucedida e ideal para um relacionamento amoroso.

“As duas pessoas parecem brilhar mais nas suas próprias vidas como resultado desta conexão. A Marta e o Luís têm muito em comum e tendem a ver o mundo da mesma maneira. Provavelmente experimentarão boa sorte em projetos conjuntos”, prevê Sandra.

A especialista fala ainda sobre a posição de cada um no relacionamento: Marta é a pessoa mais dominante e talvez receba apoio emocional do Luís, situação que leva o concorrente a desempenhar um papel de apoio e de conforto na relação.

Mas nem tudo é um mar de rosas: apesar de haver uma forte atração um pelo outro, não conseguem comunicar de maneira harmoniosa, o que pode afetar as relações sexuais em resultado da tensão.

Como enfrentar esta barreira? “O desafio é tentar unir forças se eles querem um relacionamento de longo prazo. Uma atividade conjunta na qual eles possam direcionar energia intensa pode ser útil. Outra tática pode ser conceder tempo suficiente para procurar interesses separados”, sugere Sandra Costa.

Dependendo ainda de outros fatores do relacionamento, o casal vai ter de decidir entre acabar a relação ou resolver as diferenças, de acordo com a astróloga.

Ana Raquel dos Santos e Paulo Matos

Curioso para saber a análise? Se suspeita que os resultados não são muito positivos acertou. É que ao analisar o mapa astral deste casal, Sandra refere que o “conflito é provável” — e não só é provável, como tem vindo a ser confirmado pelas várias reações de Ana Raquel, que deixam os espetadores surpreendidos.

Do casamento à lua de mel, 7 momentos em que Ana Raquel é rude com Paulo

Já Paulo mantém-se sempre calmo e compreensivo quando Ana exalta-se. Será que a análise da compatibilidade entre um escorpião e uma balança confirma aquilo que já foi mostrado no programa e prevê um desfecho desagradável?

“É provável que qualquer relacionamento com essa combinação [do sol e do planeta marte] seja difícil de manter, a menos que haja outras conexões mais positivas. Há muita emoção quando a Ana e o Paulo se reúnem, uma energia sexual elétrica pulsa entre os dois”, refere a astróloga.

Só que o problema está no facto de ambos tentarem seguir direções diferentes e Ana ser incapaz de expressar-se de forma positiva na relação, sentindo-se dominada por Paulo. Como temos assistido em cada episódio de “Casados à Primeira Vista”, Paulo tenta amenizar as atitudes explosivas de Ana, mas a astróloga afirma que sente-se frustrado por isso.

Inês dos Santos e Hugo Dias

Os astros de Inês e Hugo revelam que há uma forte atração entre os dois, mas também alguns desentendimentos: “Se o Hugo e a Inês estão cientes dos problemas e os enfrentam com honestidade, é possível alcançar um entendimento e resultar num relacionamento gratificante”, analisa com positivismo a especialista.

Na interpretação da compatibilidade do casal, revela ainda que há uma forte atração sexual — que até ao momento ainda não se manifestou nos episódios, mas pode vir a ser revelada se o casal quiser manter-se no programa. “O Hugo começa a sentir-se possessivo e talvez um tanto obsessivo, ansioso por manter a força da paixão”, aspetos que podem ser consequência da forte atração sexual, de acordo com Sandra.

A interpretação da especialista revela que a intensidade desta paixão pode também trocar as voltas do relacionamento e levar Inês a sentir-se mais repelida do que atraída por Hugo. É neste ponto que a relação pode entrar numa zona de combate.

“Eles precisam de permanecer focados na cooperação e na comunicação, para manter um equilíbrio apropriado na parceria”, conclui Sandra Costa.

Maria de Lurdes Coelho e António Campos

Ainda pouco conhecemos deste casal, mas já percebemos que Lurdes tem uma personalidade extrovertida, característica que é equilibrada pela serenidade de António. O contraste não se nota apenas nos traços de cada um ou nos presentes que trocaram — no caso de Lurdes a bijuteria era demasiado simples, enquanto António nunca tinha usado uma pulseira — mas também nos astros.

“Os ‘opostos atraem-se’ poderia ser o tema para esta combinação de planetas pessoais do sol e da lua. Há uma faísca instantânea quando a Maria e o António se encontram. O mundo parece mais emocionante quando estão juntos”, revela a astróloga.

Foi também com a ideia de que “os opostos atraem-se” que os especialistas juntaram este casal e de acordo com a análise da compatibilidade dos signos, há vários pontos positivos nesta junção. Além da “faísca” quando estão juntos, acabam por preencher o vazio que cada um sente.

Só que este casal tem de ter algum cuidado para não retornar às paixões de adolescência: “O atrito surge facilmente e o que antes era atraente torna-se irritante”, ideia que Sandra associa ao excitamento inicial das relações, que pode dar lugar a inseguranças.

A melhor forma de prevenir a estagnação do casamento é ter capacidade para aceitar as diferenças um do outro. A tarefa não é fácil, já que de acordo com a especialista, António pode ter dificuldade em entender a natureza emocional de Maria e ela pode sentir-se oprimida pela personalidade do marido.

“Se a união do amor é de longo prazo, o António e a Maria podem contar com a atração sexual para ajudá-los em tempos difíceis. É provável que a Maria seja a parceira mais assertiva, tanto na cama quanto fora dela — gosta de assumir a liderança e o António fica feliz em concordar”, analisa Sandra Costa.

Passar algum tempo juntos em lazer também pode ser uma mais valia para o casal: seja a viajar, a fazer passeios românticos ou em atividades artísticas, sugere a astróloga.