Foram detidos oito homens por crime de violência doméstica, em sete concelhos do País. Os casos, segundo a GNR, citada pela agência Lusa e pelo jornal “Expresso“,  tiveram lugar em  Loures, Covilhã, Vila Nova de Gaia, Santo Tirso, Maia, Amarante e Paços de Ferreira.

Todos os suspeitos tiveram como medida de coação o afastamento da residência e a proibição de contacto por qualquer forma ou meio com a vítima, sendo que apenas um deles terminou com a prisão preventiva do agressor: o suspeito, que já estava a ser investigado, “agredia psicologicamente, e de forma reiterada, a sua ex-companheira, de 49 anos”.

Como resultado, foi emitido um mandado que terminou com a detenção do homem de 55 anos, que foi na quinta-feira, 17 de outubro, presente ao Tribunal Judicial de Loures, que aplicou, então, a prisão preventiva.

No Grande Porto, na quinta e sexta-feira, 17 e 18, foram detidos cinco homens, com idades entre os 33 e 62 anos, nos concelhos de Vila Nova de Gaia, Santo Tirso, Maia, Amarante e Paços de Ferreira. Num destes casos, o agressor, de 35 anos, agredia física e psicologicamente a sua companheira de 30 anos, tendo a frequência das agressões aumentado nos últimos meses, por motivos financeiros: o homem exigia à vítima dinheiro para comprar estupefacientes, tendo também sido detido. 

Mulher e filhos de militar da GNR sofrem de violência doméstica há 12 anos

Já em Santo Tirso, outro suspeito de 43 anos terá ameaçado frequentemente a mulher de 40 anos, fazendo recurso a uma arma branca. Em causa estariam ciúmes por parte do agressor, que perseguia e vigiava a vítima por via de aparelhos eletrónicos.

Um homem de 57 anos foi detido no concelho da Maia por exercer violência física e psicológica sobre a mulher, com a mesma idade, no período decorrente do casamento, celebrado há já 36 anos.

A 16 de outubro, quarta-feira, o Núcleo de Investigação de Apoio a Vítimas Específicas de Penafiel, deteve um homem de 51 anos, que ameaçava de morte a esposa, uma mulher de 50 anos, vítima de agressões físicas. No dia seguinte, 17 de outubro, houve mais duas detenções: um homem de 48 anos, de Paços de Ferreira, e outro de 62 anos, de Amarante. Neste último caso, além da violência ser exercida contra a esposa, também a mãe, de 89 anos, era alvo de agressões — coabitavam na mesma residência, estando neste momento a idosa na residência de outros familiares.