Um dos grandes mistérios que ficou desfeito esta quinta-feira, 17 de outubro, no programa “Casados à Primeira Vista”, foi ficar-se a saber para onde Inês e Hugo foram de lua de mel. O destino escolhido pela produção foi o Quénia, o que surpreendeu os concorrentes.

Quando chegaram ao destino, os dois pareciam estar a entender-se. Gostaram do quarto de hotel que lhes deram, supostamente dedicado a recém-casados, e até já trocavam piadas sobre o possível ressonar de Hugo.

Se parecia que tudo estava a correr pelo melhor no Quénia, o mesmo não se podia dizer na Turquia, destino para aonde foram Ana Raquel e Paulo.

“Eu tenho medo de andar de avião. Toda a gente gosta de andar, mas eu não”, tinha avisado Ana Raquel no seu vídeo de promoção. Tendo isto em conta, a produção escolheu um destino perto, onde não se perdessem muitas horas no voo.

“Casados à Primeira Vista”. Pipoca mais Doce comenta 19 momentos hilariantes do programa

“Quando subi as escadas estava com as lágrimas nos olhos”, confessa Ana Raquel. “Quando me sentei estava tranquila, quando escolhi um filme estava tranquila, quando ele ligou os motores estava tranquila, mas quando ele começou a andar comecei a ficar com aquela taquicardia”.

“Quando ele levantou fiquei um bocado nervosa. Depois passou”, explica a concorrente, enquanto no ecrã passavam imagens suas a limpar as lágrimas.

Chegados ao destino, o primeiro local para onde se dirigem é o hotel – e nem aqui a situação correu bem. Ao entrar no quarto, a concorrente depara-se com uma cama cheia de pétalas de rosa. “Olha, este quarto não é nosso. Podemos sair”, diz, dirigindo-se a Paulo.

“É adequado”, disse Paulo a medo. A resposta da mulher não se faz esperar: “É adequado a quem? É adequado a duas pessoas normais, que se casam de uma forma normal. Não é adequado a duas pessoas que não se conhecem de lado nenhum e que não vão usufruir disto”.

“Casados à Primeira Vista”. Toda a história do date que correu mal entre Marta e Luís

“Para mim é ridículo porque eu não gosto”, reafirma. “Escusavam de gravar porque vamos sair e voltar a entrar sem estas mariquices aqui em cima. Não gosto, peço desculpa”, continuou.

Depois do acesso de fúria, Ana Raquel reconhece que explodiu e elogia Paulo pela sua paciência. “O Paulo foi super querido. Ele é uma pessoa muito simpática e atenciosa”, diz.

Ainda assim, parece que estas características não foram suficientes para levar o casamento a avante. Segundo a edição de papel da revista “TV7 Dias”, a separação acabou por acontecer depois da lua de mel. A publicação avança que Ana Raquel e Paulo estiveram casados apenas três semanas.