Todos nos lembramos quando, há uns anos, quase sem darmos por isso, fomos deixando o porta-moedas em casa para passarmos a andar com uma carteira bem maior e cheia de divisórias. Foi a necessidade que ditou a mudança, já que todas as marcas passaram a disponibilizar um cartão para fidelizar clientes. De repente, uma simples ida ao supermercado ou à livraria, pôr gasolina ou comprar uma camisola, passou a implicar um novo raciocínio: será que trouxe o cartão? E, do outro lado, a pergunta que se tornou habitual: “Já tem o nosso cartão?” O tempo passou e a carteira encheu. De tal maneira que os cartões já são tantos que, na maior parte das vezes, ficam em casa. Ou – algo que também se tornou muito comum – nem sequer os aceitamos. Mas com isto estamos também a desperdiçar ofertas, descontos ou vantagens que podem ser muito interessantes.

Nos últimos tempos, o panorama começou a mudar com a disseminação de aplicações para telemóvel, destinadas a substituir os cartões físicos. É o caso, por exemplo, da app Repsol Move, recentemente lançada, que permite agregar e substituir os cartões de plástico deste programa, assim como os cartões de parceiros da Repsol.

Mas será que vale mesmo a pena a substituição dos cartões pela aplicação? Apresentamos de seguida os prós e os contras de cada opção para ajudar à decisão:

Vantagens das apps versus cartões…

Menos peso – A desmaterialização do cartão tem esta óbvia vantagem, que é talvez a que leva mais pessoas a optar pela app. A substituição dos cartões físicos permite-nos deixar a carteira em casa e andar muito mais leves e despreocupados.

Amigas do ambiente – As aplicações para telemóvel vêm substituir os cartões que são feitos de plástico, logo, apresentam-se como opções mais sustentáveis e amigas do ambiente. Embora haja a possibilidade de produzir cartões em materiais mais ecológicos, tal não é a regra.

Obter sempre desconto – Todos os cartões de parceiro da Repsol estão disponíveis na app, bastando selecionar quais os que possui, escolhendo-os e indicando o seu número, ficam automaticamente associados ao Repsol Move. Assim, em cada compra, basta escolher na app o cartão de parceiro que melhor lhe convier para obter o desconto e está automaticamente a acumular os pontos dessa compra na sua conta Repsol Move.

Sem desperdício de vantagens – Desde que tenhamos connosco o telemóvel, o cartão virtual está lá também. Com a aplicação, deixa de haver desperdício de pontos, vantagens ou descontos apenas porque nos esquecemos do cartão em casa.

Total de pontos e movimentos – Saber de imediato o número de pontos acumulados com determinada compra é útil. Deixamos de contar apenas com a boa vontade dos funcionários que nos dão essa indicação ou com a referência nos talões das compras (que deitamos fora sem reparar nessa informação). Além do total de pontos, a app Repsol Move mostra também os movimentos realizados, a respetiva data, local e o valor.

Visualização de ofertas disponíveis – Através das aplicações torna-se mais fácil e rápido visualizar o tipo de vantagens que as marcas oferecem aos clientes em troca da sua fidelização. Por exemplo, através da app Repsol Move, é possível aceder às categorias de ofertas e respetivos produtos, ficando logo a saber o número de pontos necessários para cada um.

Rápida troca de pontos – Consegue lembrar-se da última vez que trocou os pontos que acumulou no cartão Repsol Move? Pois, provavelmente foi há muito tempo. Isto porque, com o cartão físico, o raciocínio para a troca não é tão imediato como é com a aplicação. Através da visualização das ofertas, a tendência para o rebate é maior, porque este é também mais fácil.

Várias funcionalidades – As aplicações incluem diversas funcionalidades que ajudam mesmo o utilizador. Por exemplo, a app Repsol Move integra um mapa com a localização geográfica dos postos de abastecimento da marca e a possibilidade de pedir ao navegador do telemóvel para indicar a rota até à estação preferida.

Alteração de dados pessoais – Os utilizadores podem alterar de imediato os dados pessoais através do telemóvel. O que dantes demorava tempo, era adiado indefinidamente ou talvez implicasse a intervenção de alguém, pode agora ser feito pelo próprio.

Transferência de pontos – Através da aplicação Repsol Move poderá dar ou receber pontos de outros cartões Repsol Move. De uma forma simples, através da app poderá transferir imediatamente pontos sempre que quiser.

Código QR e código de barras – Através das apps, passam a estar disponíveis os códigos de barras e QR correspondentes a cada cartão, o que facilita todas as operações necessárias.

… e vantagens dos cartões versus apps

Poupa a memória do telemóvel – Com a quantidade de aplicações que existem, não é raro termos de abdicar de algumas para que o telemóvel disponha da memória necessária para um bom desempenho. Os cartões físicos permitem-nos evitar sobrecarregar os telemóveis com aplicações, ainda que estas ocupem um espaço pouco relevante.

Criação de um vínculo com o consumidor – À semelhança dos cartões-de-visita, também os cartões de cliente criados pelas marcas permitem o estabelecimento de um laço entre quem os oferece e quem os recebe. E se o grafismo for marcante, criando uma memória positiva de exclusividade, por exemplo, tanto melhor. Para as novas gerações, todavia, este vínculo tende a ser estabelecido de outra forma e não necessariamente através de cartões físicos.

Mais tempo offline – Com os cartões das marcas, restringe-se a dependência do telemóvel e o consequente tempo passado online.

Continuar a acumular pontos – Se ficar sem telemóvel, é bom ter um cartão de plástico para não deixar de acumular os pontos durante o tempo que demorar a resolver a questão.

Veredicto final

Com os prós e contras avaliados, é fácil perceber que as maiores vantagens se encontram do lado das aplicações criadas para substituir os cartões físicos de descontos e vantagens das marcas. Não só facilitam a vida de toda a gente como permitem – mesmo – desfrutar dos benefícios que anunciam. Será que ainda tem dúvidas?