Jessica Athayde parou o país quando a 19 de setembro anunciou que, em parceria com a “Vogue” Portugal, tinha gravado um documentário sobre a sua gravidez, o parto e o pós-parto. Foi também nessa ocasião que a atriz de 33 anos confirmou que a relação com o também ator Diogo Amaral tinha terminado.

No documentário, a notícia da separação é dada no último episódio e Jessica mostra-se bastante emocionada.

“Foi o teu amor mais importante até hoje?”, perguntaram à atriz. “Foi. Pode até nem ter sido dos mais compridos, porque não foi, mas foi sem dúvida o maior amor que já tinha sentido”, explica. “Senti que era para a vida toda, mas não foi. Faz parte”, diz emocionada.

Os 12 melhores momentos do documentário de Jessica Athayde com a “Vogue”

Tudo indicava que, apesar de separados, a relação entre os dois continuava bem e pacífica. Aliás, Diogo Amaral publica frequentemente fotografias do filho mais novo, Oliver, nas quais identifica a ex-companheira, e até partilha as fotografias de Athayde nos Stories.

No entanto, há notícias que dão conta do mau ambiente entre os dois. De acordo com a revista “Vidas”, terá sido o documentário a estar no centro do desentendimento entre os dois. Diogo Amaral não terá gostado da exposição que o documentário trouxe e terá sido isso a gota de água.

“Eles não se entendem. E já houve várias discussões feias porque são muito diferentes e têm maneiras distintas de ver as coisas”, explica uma fonte à mesma publicação.