Depois das novidades anunciadas pela Netflix para outubro, e das quais fazem parte o novo filme de “Breaking Bad” e a nova temporada de “Peaky Blinders”, era difícil que outra plataforma de streaming conseguisse rivalizar a oferta. A HBO tentou e traz duas produções que prometem dar que falar nos próximos meses.

Depois de “Chernobyl” e “Aos Olhos da Justiça” terem sido duas das minisséries mais elogiadas do ano, já não há dúvidas de que há cada vez mais espaço e mercado para que as séries limitadas — aquelas que contam uma história em poucos episódios — existam.

A cena que todos os fãs de “Breaking Bad” têm de ver antes da estreia do filme

A pensar nisso, “Catarina, A Grande” promete seguir a mesma tendência só que ao contar a vida tumultuosa e polémica da monarca que governou a Rússia no século XVIII. Outra das grandes estreias do mês é “Watchmen” que, inspirada num dos livros de banda desenhada mais importantes do meio, promete ser um dos grandes concorrentes aos Emmys de 2020.

Mostramos-lhe tudo o que vai estrear na HBO durante as próximas semanas.

“Catarina, A Grande”, 1.ª temporada — 3 de outubro

Embora “Catarina, A Grande” seja composta por apenas quatro episódios, promete ser uma das produções mais ricas do ano e vai acompanhar a vida da tumultuosa monarca que governou o império russo durante o século XVIII.

A história vai passar-se nos último anos de reinado da política que acaba por se envolver com Grigory Potemkin, um líder militar russo que a ajuda a moldar a Rússia moderna através de uma série de reformas liberais.

Os episódios vão ser lançados semanalmente e no elenco estão nomes como Helen Mirren (“A Rainha”), Jason Clarke (“O Primeiro Homem na Lua”) e Rory Kinnear (“Years and Years”).

“Batwoman”, 1.ª temporada — 8 de outubro

Ruby Rose, de “Orange is the New Black”, vai regressar aos papéis regulares com “Batwoman”. Na série da CW, a atriz vai interpretar Kate Kane, prima de Batman, que assume o símbolo do herói para combater o crime na cidade. Além disso, a atriz vai ser a primeira a dar vida a uma super-heroína gay na televisão.

A revelação de que seria Ruby Rose a ficar com o papel foi feita pela própria em agosto, numa publicação de Instagram. Foi aí que falou sobre a importância do papel, já que nunca se sentiu representada na ficção quando era mais nova — depois de assumir a homossexualidade aos 12 anos.

O novo “Joker”. O homem que se tornou num vilão perverso empurrado pela sociedade

“Estou para lá de entusiasmada, e é uma honra fazer parte deste projeto porque sempre foi um sonho meu desde a infância. Isto é algo que eu gostava de ter visto quando era muito nova e fazia parte da comunidade LGBT, numa altura em que me sentia sempre sozinha e nunca representada na televisão”, revelou.

“Watchmen”, 1.ª temporada — 21 de outubro

É talvez uma das séries mais esperadas do ano. Não só porque junta Damon Lindelof (criador de “Perdidos” e “The Leftovers”) e o universo dos super-heróis marginalizados criado por Alan Moore para a banda desenhada, em 1987.

Embora se saiba pouco sobre o que vai fazer parte de mais uma adaptação à história original (em 2009 foi lançado um filme realizado por Zack Snyder), Lindelof já fez saber que não vai ser fiel ao livro. Trata-se, no fundo, de uma reinterpretação da história embora mais focada nos Estados Unidos da América e na sociedade atual.

Nesta história, os super-heróis são violentos e foram marginalizados depois de uma série de ações controversas que obrigaram o governo a criminalizar e perseguir quem se esconda atrás de uma máscara para combater o crime. O livro de banda desenhada ainda hoje é considerado uma obra de culto pela forma como subverteu e desconstruiu o mito do super-herói.

“Sillicon Valley”, 6.ª temporada — 28 de outubro

A nova e última temporada de “Sillicon Valley” vai continuar a seguir as aventuras e peripécias de cinco jovens programadores que criam uma start-up na Califórnia, nos EUA, e se veem incapazes de lidar com o sucesso e a fama que a ideia lhes valeu.

No elenco estão nomes como Thomas Middleditch, Kumail Nanjiani, Zach Woods e Martin Starr, que se mantiveram os protagonistas da história desde o primeiro episódio. Desde 2014 que a série tem sido muito elogiada pela crítica internacional, estando avaliada em 94% no agregador de críticas “Rotten Tomatoes”.

Depois de “A Guerra dos Tronos” e “Veep”, a HBO estreia assim a última temporada de mais uma das suas séries em catálogo.