Receitas

O setembro sem carne acabou, mas as receitas não. Temos mais 5 sugestões

A partilha de receitas acabou no Instagram, mas não na MAGG. Prolongue o #SetembroSemCarnePt para outubro ou, quem sabe, para o ano todo.

i

Trazemos várias receitas vegetarianas, mas não deixámos de fora o peixe: a ideia é que continue a reduzir o consumo de carne em outubro

Andrei/Unsplash

Trazemos várias receitas vegetarianas, mas não deixámos de fora o peixe: a ideia é que continue a reduzir o consumo de carne em outubro

Andrei/Unsplash

O movimento associado à hashtag #SetembroSemCarnePt, que conseguiu mais de 3 mil publicações, acabou em setembro, mas a MAGG pensou em prolongar as refeições sem carne para outubro ou, quem sabe, para sempre. A decisão é sua.

As 30 receitas partilhadas pelos 14 bloggers portugueses deixaram muitas pessoas inspiradas para continuar a cozinhar refeições sem carne e, por isso, todas as ideias para montar a ementa da semana são bem-vindas.

Juntámos o útil ao agradável: refeições sem carne, com um grau de dificuldade reduzido e produtos da época — de forma tornar as refeições mais sustentáveis. Lançamos um mini outubro sem carne, e começamos pela sopa.

1. Sopa de abóbora e clementina de beber

Auhan

Para aconchegar o estômago nas noites que começam a ficar cada vez mais frias sugerimos uma sopa com os alimentos da época: abóbora e clementina. Estes não são os únicos ingredientes da receita, mas são certamente aqueles que vão dar uma cor alaranjada que combina com o outono.

Não só é uma boa opção para os adultos consumirem uma refeição mais leve à noite, como também uma forma de fazer com que as crianças consumam mais legumes, ao serem atraídos pela cor desta sopa. Passemos à receita.

Ingredientes:
1 abóbora manteiga
1 batata doce assada
1 chalota
2 clementinas (sumo e raspa)
Água q.b.
Tomilho q.b.
Azeite q.b.
Gengibre q.b. (opcional)

Modo de preparação:
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Parta a abóbora e coloque num tabuleiro, regue com um fio de azeite e junte as chalotas e o tomilho. Se não tiver batata doce assada, junte aqui a batata doce para assar.
Leve a assar até a abóbora e batata doce estarem confecionadas.
Retire do forno e coloque num robô de cozinha (ou liquidificador), cubra com água, adicione a raspa de clementina e o sumo, assim como um pedaço de gengibre ralado (opcional). Triture bem.
Sirva num copo ou numa garrafinha.

Esta receita é do site da cadeia de supermercados “Auchan“.

2. Tofu com castanhas e batata doce

diasdeumaprincesa

Com mais um alimento da época é possível cozinhar um prato vegetariano. Desta vez as castanhas — que como manda a tradição no magusto comem-se acompanhadas de água-pé, jeropiga ou vinho novo — passam para o tacho e juntam-se ao tofu (um alimento menos tradicional, mas que combina bem com o fruto seco). 

A época das castanhas vai de setembro até fevereiro, por isso, mesmo que não queira fazer já esta receita, tem tempo para provar este prato vegetariano. Ainda assim, tome já nota para não se esquecer como se faz.

Ingredientes:
1 embalagem de tofu (500 gramas)
2 batatas doces grandes
500 gramas de castanhas sem pele (podem ser congeladas)
4 colheres de sopa de molho tamari
4 dentes de alho
1 pedaço de gengibre fresco
Pimenta preta
Colorau (ou pimentão doce)
Sal
Azeite
Alecrim

Modo de preparação:
Cortar o tofu em tiras finas e temperar com o tamari, os dentes de alho picados, o gengibre ralado, pimenta, colorau e duas colheres de sopa de azeite. Envolver cuidadosamente nos temperos e deixar marinar enquanto se preparam os restantes ingredientes.
Levar as castanhas a cozer. Escorrer a água e reservar.
Lavar as batatas doces e cortar em rodelas (sem descascar). Colocar num tabuleiro de forno e temperar com um pouco de sal, pimenta e alecrim e um pouco de azeite. Juntar o tofu marinado e levar a assar no forno pré-aquecido a 200 graus, cerca de 25 minutos. Nos últimos 5 minutos juntar as castanhas.
Acompanhar com legumes, como feijão verde salteado com azeite e alho.

Esta receita é do blogue “Dias de Uma Princesa“, da autoria de Catarina Beato.

3. Robalo com banana caramelizada

jocooking

Esta receita não é para todos os gostos, já que junta o doce com o salgado, mas pode ser ideal para quem ainda está a entrar no mundo da alimentação vegetariana. Isto porque, tal como no setembro sem carne podia incluir o peixe em algumas das suas receitas, também em outubro pode continuar a fazê-lo.

Ingredientes (para duas pessoas):
1 colher de sopa de vinagre de cidra
2 colheres de chá de alho em pó
2 colheres de sopa de óleo de coco
Cerca de 250 gramas de filetes de robalo de mar de pesca sustentável
4 colheres de sopa de leite de coco (parte espessa) ou creme fraiche
2 bananas pouco maduras
Flor de sal
Pimenta preta moída

Modo de preparação:
Tempere os filetes com alho em pó e vinagre de cidra.
Coloque uma frigideira ao lume com o óleo de coco e deixe aquecer. Junte os filetes e deixe cozinhar apenas dois minutos de um lado e um minuto do outro. Retire da frigideira e reserve.
Na mesma frigideira, coloque as bananas, descascadas e cortadas ao meio. Deixe-as caramelizar de ambos os lados. Depois, adicione o leite de coco ou as natas frescas, tempere com flor de sal e pimenta preta moída e deixe reduzir.
Retire do lume e sirva a banana e o molho por cima dos filetes.

Esta receita é do blogue “Jocooking“, de Joana Moura.

Esparguete de curgete. 5 receitas deliciosas, simples e baixas em calorias

4. Falafels de cenoura e limão com molho de limão e tahini

cocooncooks

O falafel é um prato típico do Médio Oriente e da alimentação vegetariana. É que não há vegetariano que não tenha ouvido falar sobre estes bolinhos feitos com grão de bico e que servem muitas vezes de salvação quando não há mais opções ou quando é preciso preparar uma refeição rápida.

A receita que trazemos, além de não ter ingredientes de origem animal, é mais saudável do que a original, já que não os falafels não são fritos.

Falafel
Ingredientes (para quatro pessoas):
1 lata ou 400 mililitros de grão pré-cozido
1 chávena ou 140 gramas de cajus crus
1 chávena ou 90 gramas de cenoura ralada
6 a 8 ramos de salsa
1/4 cebola pequena
3 dentes de alho, sem gérmen
2 colheres de sopa de tahini
2 colheres de sopa de farinha de grão
1 colher de chá de sementes de cominho
Raspa de 1 limão
Sal marinho & pimenta preta a gosto

Modo de preparação:
Pré-aquecer o forno a 200ºC e forrar um tabuleiro com papel vegetal.
Começar por picar a salsa no robot de cozinha/triturador
Juntar os cajus e processar até estarem completamente triturados e envolvidos com a salsa.
Juntar a cebola, alho, raspa de limão, farinha, cominhos, sal e pimenta preta e processar até tudo estar bem combinado.
Em seguida, juntar a cenoura ralada e processar.
Por último, juntar o grão e tahini e processar mais uma vez, até tudo formar uma pasta espessa e uniforme.
Com a ajuda de uma colher de sopa medidora, dosear a pasta em 20 porções e enrolar cada uma numa bola ligeiramente mais pequena que uma bola de golf.
Achatar cada falafel entre as palmas das mãos e colocar sobre o tabuleiro com papel vegetal.
Colocar no forno durante 15-20 minutos, virando-as gentilmente a meio do processo.

Molho de limão e tahini
Ingredientes:
1/4 chávena tahini
1/3 chávena água
Sumo de 1/2 limão
6 ramos de salsa
Sal marinho a gosto

Modo de preparação:
Picar a salsa no robot de cozinha/liquidificadora.
Adicionar o tahini e o sumo de limão e processar até ficar combinado.
Com o motor ligado, juntar a água em fio, lentamente.
Assim que o molho ficar uniforme e combinado, temperar com sal marinho a gosto.

Esta receita é do blogue “Cocooncooks“, cujos autores são Rita Parente e André Nogueira.

5. Húmus de grão e beterraba

justnaturalplease

Sabe aqueles dias em que não apetece pegar nos tachos e perder algumas horas na cozinha para ter uma refeição mais elaborada? Já todos passámos por esse cenário e é por isso que sugerimos uma receita prática, vegetariana e que não prescinde dos nutrientes de que precisa.

Basta preparar uma pequena salada, torrar umas fatias de pão e barrá-lo com este húmus de grão e beterraba que se prepara em 5 minutos.

Ingredientes:
1 beterraba média (aproximadamente 500 gramas)
3 chávenas de grão cozido (aproximadamente 500 gramas)
2 colheres de sopa de tahini
1 dente de alho
Sumo de 1 limão
2 colheres de sopa da água de cozedura da beterraba
1 colher de sopa de azeite virgem
1 colher de chá de cominhos
1 pitada de sal marinho (opcional)
1 pitada de pimenta preta (opcional)

Modo de preparação:
Descascar a beterraba, cortá-la em pedaços e cozê-la em água durante cerca de 30 minutos. Depois de cozida, deixar repousar no tacho com a água da cozedura durante cerca de 20 minutos para voltar a absorver a cor perdida. Reservar a água.
Colocar a beterraba no processador juntamente com o grão, o dente de alho descascado e picado, o tahini, o sumo de limão e o azeite e processar até obter uma mistura homogénea. Adicionar uma a duas colheres de sopa da água de cozedura da beterraba se estiver muito espesso.
Adicionar os cominhos, o sal e a pimenta a gosto e pulsar para incorporar. Servir.

Esta receita é do blogue “Just Natural Please“, criado por Joana Silva.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.