Antes de ser vegan, Fábio Gomes sabia cozer esparguete, grelhar um bife e estrelar um ovo. E não é que o aprender a cozinhar tenha sido um gosto imediato para este realizador e produtor. “Foi mesmo uma necessidade”, conta à MAGG, uma vez que à sua volta não conhecia ninguém que tivesse eliminado a proteína animal e, se queria continuar a alimentar-se e, se possível, de uma forma mais saudável, tinha que ser sua a iniciativa.

A vontade de mudar deu-se quando se sentou no sofá para ver com a namorada dois dos documentários mais polémicos quando o assunto é a alimentação e o futuro do planeta: “Cowspiracy” e “What the Healt“. “Há pessoas que conseguem ver as imagens e continuarem com a sua vida normal. Nós não”, refere. Naquele dia, e de forma definitiva, os dois decidiram ser vegans.

Deram à família todos os restos de produtos com origem animal que ainda tinham nos armários e no frigorífico e, a partir daí, Fábio teve que ir para a cozinha improvisar. Contou com a ajuda de vários livros de cozinha, mas rapidamente percebeu que das cento e tal páginas de cada livro, acabava sempre por replicar os mesmos pratos. Quais? Os mais fáceis de fazer.

Fábio Gomes é produtor e realizador. A cozinha é apenas um hobbie

Foi aí que pensou que, tal como ele, haveria mais pessoas interessadas em mudar a alimentação, sem a ambição de ser um super chef de cozinha. Reuniu 60 receitas em livro, entre opções de entradas, pratos principais, ideias de pequeno-almoço e sobremesas, para que ninguém tenha desculpa para não experimentar este tipo de cozinha.

O “The Lazy Vegan Cookbook” tem lançamento marcado para dia 5 de outubro, às 15 horas, na loja GreenBeans, em Lisboa, mas também pode escolher a versão ebook. Em papel o livro custa 19,90€ e na versão digital 8,90€. As duas opções vão estar disponíveis para venda no site que entretanto criou para partilhar algumas das receitas do livro e outras que lhe surgem todas as semanas, mas também em lojas físicas ainda a designar (para já só a Greenbeans está confirmada).

Para o deixar com vontade de ter esta bíblia da cozinha fácil em mãos, folheámos um exemplar exclusivo e criámos um menu, com entrada, sopa, dois pratos principais e sobremesa.

1. Húmus

400g grão cozido
1 dente de alho
1 c.chá cominhos
1 c.chá pimentão doce
2 c. sopa azeite
1 chávena de água
sal q.b.

Descascar e cortar o dente de alho. Colocá-lo, juntamente com o grão, os cominhos, o sal, o azeite, e 2 ou 3 colheres de água, num liquidificador ou processador de alimentos. Pode também colocar num recipiente e utilizar uma varinha mágica. Triturar até ficar cremoso. Se estiver demasiado espesso, acrescentar mais uma ou outra colher de água e um pouco de azeite, até obter um húmus cremoso.
Colocar o húmus numa tigela de servir. Polvilhar com pimentão doce ou paprika, e regar gentilmente com um fio de azeite. Pode ainda polvilhar com tomilho a gosto.
Dica: Servir com pauzinhos de cenoura e aipo ou barrar o húmus em tostas para um pequeno almoço diferente e nutritivo.

2. Canja de cogumelos

Ingredientes:

100g cogumelos Pleurotus

50g massa pevide
1 folha de louro
1 dente de alho
1 cebola
½ c.café pimentão doce (opcional)
1.2L água
azeite e sal q.b.

Lavar os cogumelos e cortá-los em tiras. Descascar e picar a cebola e o alho.
Colocar a cebola, o alho, e uma folha de louro numa panela. Regar generosamente com azeite e leva a saltear em lume médio.
Assim que começarem a libertar as fragrâncias, adicionar o pimentão doce, a água e sal a gosto. Aumentar um pouco a intensidade do lume e deixar ferver.
Assim que começar a ferver, juntar os cogumelos e a massa pevide. Deixar cozinhar durante cerca de 15 minutos, até os cogumelos ficarem tenros e a massa cozida. Provar e retificar o sal se achares necessário. Servir a canja bem quente.

3. Carbonara

Ingredientes

400g fettuccine, tagliatelle ou esparguete
1 cebola pequena
2 dentes de alho
300g cogumelos portobello
200g tofu fumado
200-400ml natas de soja
1 c.sobremesa manjericão seco
1 c.café noz moscada
azeite, sal e pimenta a gosto
parmesão vegan (opcional)

Começar por preparar a massa à escolha. Enquanto esta coze, utilizar o tempo para preparar os restantes ingredientes.
Descascar e picar a cebola e o alho. Cortar os cogumelos Portobello em quartos e o tofu fumado em pequenos cubos ou tiras. Numa frigideira com um fio de azeite, levar a cebola e o alho a saltear até ficarem tenros.
Juntar os cogumelos e o tofu. Temperar com sal, um fio extra de azeite se necessário, o manjericão, a noz moscada, e a pimenta preta a gosto. Misturar bem e deixar cozinhar durante 10 a 15 minutos até os cogumelos ficarem macios. Desligar o lume e reservar.
Assim que estiver pronta, escorrer a massa, voltar a colocá-la na panela e adicionar o conteúdo da frigideira. Verter as natas de soja, misturar bem, e levar a lume médio durante cerca de 5 minutos, mexendo ocasionalmente. Servir quente, com o opcional mas recomendado parmesão vegan.

4. Caril de seitan

Ingredientes:

500g Seitan
2/3 pimento vermelho
80g espinafres
400ml leite de coco
1 cebola
4 dentes de alho
2 c.chá garam masala
1 c.chá açafrão
2 c.chá caril
pimenta cayenne q.b. (opcional)
azeite e sal q.b.

Começar por preparar o arroz basmati. Enquanto coze, cortar o seitan em pequenos cubos ou tiras. Descascar a cebola e alho e cortá-los em pedaços (não precisam de ser muito pequenos), juntamente com o pimento vermelho.
Verter um fio de azeite numa panela e levar a lume médio. Juntar a cebola, o alho e o pimento vermelho. Deixá-los saltear por uns minutos, até a cebola ficar bem dourada e os pimentos tenros. Com uma varinha mágica, triturar tudo até se transformar numa pasta.
Acrescentar as especiarias — o Garam Masala, o açafrão, o caril e a pimenta cayenne se usares — bem como o sal. Misturá-las bem com a pasta e deixá-las libertar as fragrâncias. Juntar o seitan e os espinafres, envolvendo bem.
Por fim, juntar o leite de coco e deixar fervilhar em lume brando durante 15 a 20 minutos. Provar a meio e retificar os temperos se necessário.
Dica: adiciona um pouco de leite de coco (cerca de 100ml) ao arroz durante a cozedura para intensificar o seu sabor.

5. Gelado de banana

4 bananas maduras
50 a 100ml leite soja (com ou sem açúcar, dependendo do gosto)
2 c. sopa pepitas de chocolate
2 c. sopa chocolate ralado (opcional)

Descascar e cortar as bananas ao meio ou em fatias grandes.
Colocar os pedaços de banana num liquidificador ou num processador de alimentos. Juntar 50ml do leite. Misturar tudo até ficar cremoso. Se estiver muito grosso, adicionar mais leite ou água.
Colocar o creme num recipiente ou tupperware, e levar ao congelador durante pelo menos 2 ou 3 horas. Quando servir, guarnecer com as pepitas de chocolate e ralar um pouco de chocolate preto. É possível experimentar outros toppings e frutas com o gelado de banana.