Estávamos em meados de 2000 quando, durante a edição dos prémios Grammy, Jennifer Lopez surgiu na passadeira vermelha e deslumbrou com um vestido verde, vibrante e provocador da Versace — com um decote que terminava abaixo do umbigo e que era mantido no lugar por uma simples fita. O vestido foi tão polémico que, na altura, acabou a ser a imagem mais procurada pelos utilizadores no Google.

Talvez por isso a atriz tenha surpreendido tanta gente quando esta sexta-feira, 20 de setembro, apareceu de surpresa no final do desfile do Milan Fashion Week, em Itália, e com uma versão atualizada do tão famoso vestido verde.

O momento arrancou fotografias e vídeos daqueles que assistiam ao desfile

Getty Images

A atriz surgiu de rompante e de forma confiante na passadeira, tal como o tinha feito há 19 anos, ao exibir não só as laterais floreadas do vestido, mas também as pernas e o decote profundo.

A participação surpresa no desfile de moda fez com que todos os presentes arrancassem os telemóveis do bolso para registar o momento que, desde então, se tornou viral.

E embora o vestido Versace já faça parte da alta costura e da moda, num vídeo publicado em abril, Jennifer Lopez revelou que esteve quase para não o usar na cerimónia dos Grammys. Muito porque a sua estilista a avisou que a mesma peça já tinha sido usada por várias pessoas na passadeira vermelha.

4 mitos de moda e estilo que nos impedem de arriscar e brilhar

No entanto, e segundo escreve a revista “Today”, foi a insistência de Benny Medina, o seu manager, que fez a atriz usar o vestido e tornar-se numa das figuras mais emblemáticas da passadeira vermelha daquela edição da cerimónia.

“Um vestido pode mudar por completo a trajetória das tendências e de como é que as pessoas se vão vestir nos próximos dez anos. A moda tem esse poder de poder solidificar uma personalidade, um momento, um estilo ou um movimento. Foi uma altura muito entusiasmante”, ouve-se no vídeo.

A nova versão do vestido Versace continua ousado e provocador

Getty Images