O livro de memórias de Demi Moore, “Inside Out”, só chega às livrarias no próximo dia 24 de setembro, mas alguns episódios marcantes já são conhecidos. Entre outros temas, a atriz aborda o casamento com Ashton Kutcher, e a razão que levou à separação do casal, depois de cerca de oito anos de vida em comum.

De acordo com o site “Radar Online”, a relação terminou depois de a ex-mulher de Bruce Willis descobrir as traições do ator. Mas, alegadamente, Demi Moore relata no livro que os problemas começaram quando o casal teve sexo a três com uma outra mulher.

“Queria mostrar-lhe o quão incrível e divertida eu conseguia ser”, terá escrito Demi no seu livro de memórias, relatando que o sexo a três foi um “erro”, mas que sucedeu duas vezes durante o seu casamento com Ashton Kutcher, 15 anos mais novo do que a atriz.

12 indicadores de que um casal caminha para o divórcio (segundo a ciência)

Segundo o mesmo site, após esses acontecimentos, Demi Moore partilha que descobriu que o então marido a tinha traído com uma mulher que conheceu num jogo de bowling, enquanto este jogava com Rumer Willis, filha da atriz. Depois de confrontar Ashton Kutcher com o sucedido, o ator tentou desculpar-se.

“Como tínhamos trazido um terceiro elemento para o nosso casamento [referindo-se aos eventos de sexo a três], disse-me que as fronteiras não ficaram bem definidas e, até certo ponto, isso justificava o seu comportamento”, terá escrito a atriz em “Inside Out”. O casal acabou por se divorciar em 2013, após uma segunda traição de Ashton Kutcher.

No mesmo livro, Demi Moore fala de acontecimentos traumáticos, assumindo que foi vítima de uma violação aos 15 anos, e  revela que passou por um aborto enquanto ainda estava numa relação com Ashton Kutcher. De acordo com o livro de memórias, a atriz culpou-se pelo sucedido, e tal conduziu-a novamente ao abuso de álcool.