Jessica Athayde e Diogo Amaral estão separados. A notícia foi dada pela atriz de 33 anos esta quinta-feira, 19 de setembro, através do Instagram. Depois dos rumores que davam conta do fim da relação, o anúncio chegou de forma oficial.

Ao comunicar que foi feito um documentário de oito episódios sobre o nascimento do filho, em parceria com a “Vogue” Portugal, a atriz explicou também que está separada do pai do filho. “Apesar de anunciar agora que eu e o Diogo já não estamos juntos, queria deixar claro que decidimos avançar na mesma com a publicação deste projeto porque o adorámos de verdade”.

A fotografia que Jessica Athayde partilhou no seu Instagram

Diogo Amaral também fez uma publicação no Instagram a dar conta do documentário e da separação. “Apesar de hoje eu e a Jessica já não estarmos juntos, continuamos comprometidos com aquele que é sempre a maior expressão do amor, o nosso Oliver”, escreveu. 

A relação dos dois atores começou no início de 2018, quando foram vistos pela primeira vez em clima de cumplicidade. Em abril do mesmo ano vinha a confirmação, e meses depois a notícia de que Jessica Athayde estava grávida do primeiro filho. Oliver nasceu em junho e a novidade foi partilhada pelos pais no Instagram.

A relação nem sempre foi fácil. Em entrevista a Fátima Lopes, no programa “Conta-me Como Foi”, a atriz confessou que teve uma paixão por Diogo Amaral quando era mais nova e que ele a tinha tratado “pessimamente mal”.

O casal tem um filho em comum

Anos mais tarde, foi o ator a ir ter com Jessica para lhe dizer que estava apaixonado. “‘Faz o que quiseres com esta informação, mas eu apaixonei-me por ti’. Fiquei pregada ao chão. Disse-lhe que estava a sair de uma relação, que queria estar sozinha e que não me via preparada”, contou. “Ele insistiu e muito. Não desistiu”.

A relação chegou, assim como o primeiro filho, mas o casal nunca chegou a viver na mesma casa. Na altura, este facto causou alguma estranheza: “Todos os casais têm a sua dinâmica. Esta é a que resulta para nós agora. Há que respeitar e não criticar. Está tudo bem e estamos felizes com a chegada do Oliver”, respondeu a atriz a um fã no Instagram.

Histórias de casais que vivem em casas separadas. Serão mais ou menos felizes?

Nos últimos dias, começaram a surgir as primeiras suspeitas de que o casal já estaria separado — começou com Jessica Athayde a partilhar um texto no blogue, “Jessy James”, onde escreveu: “Cada dia que passa, as minhas inseguranças são maiores e não há como fugir, calculo que seja por querer ser a melhor versão possível de mim mesma para ele”.

“Nunca fui tão testada na minha vida, nunca me senti tão sozinha e tão preenchida de amor ao mesmo tempo. A privação de sono é tão, mas tão difícil que só quem passa por isto sabe”, continuou.

A questão de ter dito que se sentia sozinha fez alguns fãs questionarem se a relação teria chegado ao fim. Este sábado, 14 de setembro, foi a vez de Diogo Amaral lançar a mesma suspeita ao publicar uma fotografia no Instagram com os dois filhos. Na legenda, escreveu: “A minha vida numa fotografia”.

As dificuldades da gravidez e o documentário sobre o parto

Se a relação e dinâmica dos dois sempre foi discreta, a gravidez da atriz não poderia ter sido mais partilhada. Jessica Athayde fez questão de mostrar aos seus fãs que não gostou de estar grávida, partilhando sempre aquilo que a incomodava.

“Eu não gostei de estar grávida e estava mesmo no limite e fora de mim durante a gravidez. Fiz uma coisa que muitas mulheres fazem neste País e em todo o lado do mundo: tive de tomar antidepressivos”, contou a Fernanda Serrano no programa “A Tarde é Sua”, duas semanas depois de dar à luz.

A atriz revelou várias vezes que não gostou de estar grávida

Jessica Athayde revela várias fotos inéditas (e algumas arrojadas) da gravidez

Além da questão emocional, Jessica passou por muitos enjoos, insónias, mudanças de humor e, aos oito meses, pés inchados.

“Não, não acho que seja fixe [estar grávida]”, disse no primeiro trimestre de gravidez a Nuno Markl, no podcast “Cave do Markl“. “E as pessoas estão sempre à espera que diga como me estou a sentir, querem que diga que estou fantástica. Não, não estou, isto é um lodo. Vim completamente ao engano para isto”.

Apesar de ter sido uma experiência de que não gostou, esta segunda-feira à noite, 17 de setembro, a atriz de 33 anos partilhou 22 fotos nos Stories do Instagram que mostram vários momentos da gravidez.

Esta quinta-feira, 19, a “Vogue” Portugal publicou um documentário sobre o parto e pós-parto da atriz. O documentário tem oito episódios e pode ser visto no site da mesma publicação. Nele é possível vermos Jessica Athayde no hospital, em eventos públicos e ainda no seu baby-shower.

“Nove meses à espera do Oliver. E a ‘Vogue Portugal’ documenta o percurso. Documenta os enjoos e os risos, os descansos e os eventos. Documenta os altos e os baixos, os testes e as roupas, as conversas e os silêncios. Documenta o parto, o primeiro choro, o pós-tudo, com imagens de primeira fila. Sem filtros. Em discurso direto, com Jessica Athayde. Mas também com Diogo Amaral e os amigos mais próximos dos pais. E mostra tudo numa temporada de oito episódios”, pode ler-se na mesma publicação.