António Joaquim Fernandes, conhecido por Roberto Leal, morreu na madrugada deste domingo, 15 de setembro, aos 67 anos.

A notícia da morte do cantor que imortalizou temas como “Arrebita” foi confirmada à “TSF” por José Cesário, antigo secretário de Estado das Comunidades e da Administração Local.

De acordo com o mesmo, o artista terá morrido vítima do cancro de que sofria há dois anos, que já o impedia de andar. O músico também sofria de cataratas, estando cedo do olho direito.

José Cesário, à mesma rádio, diz que o país “ficou mais pobre” pela morte do músico português — a viver no Brasil —, que interpretou temas como “Uma Casa Portuguesa”.