Com o arranque do ano letivo nos próximos dias, já são conhecidos os resultados da primeira fase de colocações do ensino superior. Na madrugada deste domingo, 8 de setembro, os números foram publicados no site da Direção Geral do Ensino Superior (DGES), e há 44.500 novos estudantes colocados, o que corresponde a quase 90% dos candidatos.

De acordo com o “Observador”, existe um aumento residual de alunos colocados em relação ao ano anterior (1,2%) e “mais de metade conseguiu entrar na primeira opção (53,1%)”. Segundo a mesma notícia, para a segunda fase de acesso ao ensino superior, que arranca a 9 de setembro e decorre até dia 20 do mesmo mês, sobram 6.734 vagas.

Este ano letivo de 2019/2020 contou também com mais vagas: à exceção dos cursos de Medicina, os 15 cursos com médias mais elevadas no ano passado aumentaram os lugares disponíveis.

Por exemplo, o curso de Engenharia Física e Tecnológica, do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, “que foi o curso com média de acesso mais elevada no ano passado”, de acordo com o “Público”, passou de 60 para 69 vagas disponíveis. A média de 2018 era de 18,9 valores.

António Rolo Duarte: “Passa pela cabeça de alguém ir aprender para a Universidade de Évora?”

Assim, para além desta licenciatura, também os cursos de Gestão, Engenharia Informática e Computação, Bioengenharia, Engenharia e Gestão Industrial, Línguas e Relações Internacionais e Design de Comunicação da Universidade do Porto e Engenharia Aerospacial, Matemática Aplicada à Economia e à Gestão, Matemática Aplicada e Computação e Engenharia Biomédica da Universidade de Lisboa aumentaram as suas vagas em 2019.

E qual foi o curso com a média de entrada mais alta nesta primeira fase de colocações? A licenciatura de Engenharia aeroespacial da Universidade de Lisboa ganha esta distinção, com o último aluno a ser colocado com uma média de 18,95. Existiam 92 vagas disponíveis e todas elas foram ocupadas.

Pode consultar a lista completa da primeira fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior Público aqui.