Como é que os miúdos não iam criar grupos de ódio?

, por Marta Gonçalves Miranda