O ator Joaquin Phoenix já foi nomeado para três Óscares, embora nunca tenha trazido a estatueta para casa. Tudo pode mudar nos próximos tempos graças à interpretação do norte-americano (embora tenha nascido em Porto Rico) de 44 anos no muito antecipado “Joker”, que chega aos cinemas em outubro.

Depois de não ter saído vencedor das cerimónias de 2001, 2006 e 2013, pelos seus desempenhos em “Gladiador”, “Walk the Line” e “The Master — O Mentor”, respetivamente, o ator está a ser amplamente elogiado pela sua prestação no novo filme do icónico vilão da DC Comics.

Na longa-metragem realizada por Todd Phillips, que foi desenvolvida originalmente por Martin Scorsese, Joaquin Phoenix aborda a transformação da personagem de um comediante em criminoso, focando-se na história original do vilão.

O que já se sabe sobre “Joker” com Joaquin Phoenix

Depois de a produção se ter estreado no festival de Veneza, e de ter recebido uma ovação de pé de oito minutos, foram muitas as críticas positivas ao desempenho do ator, bem como ao filme no geral: a “Vanity Fair” classifica-o como “emocionante” e o “The Hollywood Reporter” afirma que Joaquin Phoenix consegue enaltecer uma “personagem tratada pateticamente nos franchises cinematográficos”.

A mesma publicação considera ainda o filme a melhor produção relacionada com o universo do Batman desde “O Cavaleiro das Trevas”, o filme de Christopher Nolan, que valeu a Heath Ledger o Óscar de Melhor Ator Secundário (póstumo) pelo desempenho do vilão, também já interpretado por Jack Nicholson e Jared Leto.

O site de entretenimento “IGN” é outro a elogiar o filme, comparando-o à atmosfera de clássicos da década de 70 e 80 como “Taxi Driver” e “Laranja Mecânica”: “‘Joker’ não é apenas um filme inspirado em bandas desenhadas fenomenal. É um filme fenomenal, ponto final”, escreveu Jim Vejvoda, o crítico de cinema do site.

Já a revista “Forbes” escreve que a produção é um dos melhores filmes de 2019, classificando a prestação do ator como “impressionante na sua profundidade emocional”. E com tantos elogios à interpretação do Joaquin Phoenix, não será de admirar que o nome do norte-americano conste da lista de nomeados para o Óscar na categoria de Melhor Ator, que deverão ser anunciados a 13 de janeiro de 2020.

Para além de Joaquin Phoenix, “Joker” conta com Robert De Niro e Frances Conroy, entre outros. Em Portugal, o filme chega às salas de cinema a 3 de outubro.