Cantora espanhola morre durante espetáculo devido a explosão de elemento pirotécnico

A artista foi atingida no estômago pelo fogo de artifício. O funeral realiza-se este terça-feira, 3 de setembro, em Espanha.

Joana Sainz Garcia tinha 30 anos e fazia parte da banda Super Hollywood Orchestra

Uma cantora espanhola morreu este domingo, 1 de setembro, no último dia de um festival de música em Las Berlanas, perto de Madrid, depois de um elemento pirotécnico ter explodido. Joana Sainz Garcia tinha 30 anos e fazia parte da banda Super Hollywood Orchestra.

A artista foi atingida no estômago por um elemento pirotécnico usado na atuação que se encontrava à frente do palco. Os restantes cantores e bailarinos saíram de imediato do palco, já Garcia caiu inanimada no local.

A cantora espanhola ainda foi assistida por um médico e enfermeiras que se encontravam na festa e que lhe prestaram os primeiros socorros antes da chegada dos paramédicos. Mas, ainda que tenha chegado ao hospital com vida, acabou por não resistir aos ferimentos.

Os organizadores do festival já lamentaram a situação e apresentaram as condolências à família e amigos da vítima. Também a produtora, que gere a carreira da banda, lamentou a morte da cantora e explicou que o acidente se deveu a um defeito no material de pirotecnia.

“É impossível explicar o que aconteceu. Fazemos este número há cinco anos e nunca tivemos problema algum. Estes dispositivos lançam fogo de artifício que é suposto durar entre 15 a 20 segundos, mas este explodiu de forma descontrolada”, explicou o promotor Isidoro López citado pelo “Correio da Manhã”.

O funeral de Joana Sainz Garcia acontece esta terça-feira, 3 de setembro, em Santander, uma cidade situada a norte de Espanha.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]