Kendall Jenner processada por promover Fyre Festival

Outras influenciadoras que divulgaram o evento também estão a ser processadas. "O objetivo é recuperar o dinheiro pago às agências".

Kendall Jenner terá recebido cerca de 250 mil euros por uma publicação no Instagram

Tinha tudo para ser o melhor festival do mundo, mas acabou por ser um fiasco. O Fyre Festival, criado há dois anos por Billy McFarland, prometia ser o evento com a melhor localização, melhor cartaz e melhor ambiente, e usou algumas das maiores top models e influenciadoras digitais do mundo para divulgá-lo.

Problema? O evento não correspondeu em nada ao prometido. A comida preparada por chefs de topo resumia-se afinal a sandes de queijo, as acomodações luxuosas não eram mais do que dormitórios improvisados, com colchões colocados no chão e encharcados pela chuva. O Fyre Festival acabou por ser cancelado e milhares de pessoas perderam (muito) dinheiro com o desastroso festival.

Na divulgação do pré-evento, porém, houve quem tenha lucrado bastante. Foi o caso de Kendall Jenner, uma das irmãs das Kardashian, escolhida pela organização para divulgar o festival nas suas redes sociais. Segundo a imprensa internacional, terá recebido cerca de 250 mil euros para uma publicação no Instagram.

Dois anos depois, a modelo está a ser processada com o objetivo de se recuperar esse dinheiro.

Mas Kendall Jenner não é a única. A modelo Emily Ratajkowski também foi uma das pessoas que divulgou o festival e que está a ser processada. A modelo terá recebido da agência DNA Models cerca de 270 mil euros para a promoção nas redes sociais. Os artistas que faziam parte do cartaz, Pusha T, Migos, Blink-182 e Lil Yachty, também foram citados no processo.

De acordo com a “E! News“, Gregory Medder, fiduciário do evento, entrou na semana passada com os papéis no New York’s US Bankrupcy Court, com o “objetivo de recuperar o dinheiro pago a agências de talentos, artistas, vendedores e outras entidades envolvidas no marketing e no insucesso do Fyre Festival.”

Neste processo, Gregory Medder afirma que Kendall Jenner não informou os seus seguidores no post que fez sobre o Fyre Festival de que estava a ser paga, ou seja, de que era um conteúdo publicitário. Além disso, alega também que a modelo “induziu em erro intencionalmente alguns membros do público e compradores de bilhetes, levando-os a acreditar que Kanye West ia atuar no festival”, o que “demonstra uma clara má fé por parte de Jenner.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]