Quem passa a ponte em dias de praia sabe que pode sempre contar com duas coisas: esplanadas com vista para a praia e trânsito no regresso. Mas foquemo-nos aqui nas coisas boas.

O Bohemian Beach Club abriu há um mês na praia da Cabana do Pescador, na Costa da Caparica, mas não pense que aqui vai encontrar mais um bar de praia.

Bohemian Beach Club

Mostrar Esconder

Morada: Praia da Cabana do Pescador, Costa da Caparica
Telefone: 21 152 3074.
Horário: 10h-2h

Logo para começar, e ainda que disponibilizem cadeirões e guarda-sóis na areia, é proibido entrar de fato de banho. É que aqui, ainda que o ambiente seja de descontração, a cozinha exige algum respeito.

“Isto não é um bar de praia, isto é um espaço ao nível de Mikonos e Saint Tropez”, começa por esclarecer Guy-David Gharbi, o proprietário e chef francês responsável também pelo restaurante Legaaal, em Lisboa. “Tudo é de alto nível, o ambiente, a comida e o preço”, avisa.

Se é assim, espreitemos então as propostas da carta que, prepare-se, além de extensa, tem pratos para todos os gostos. Ainda na primeira página estão as entradas, como o ceviche de dourada (11€), o fois gras com pimenta verde e chutney de manga (15€) ou o gaspacho (7€), mas também uma proposta mais arriscada. Chama-se O Pescador e é uma travessa para, no mínimo, duas pessoas, com ostras, búzios, burriés, amêijoas, sapateira, camarão, polvo, gambas e percebes (26€/pessoa).

Ainda do mar, há sempre peixe fresco, vendido ao quilo. E mesmo que sejam as opções disponíveis no mercado a ditar as receitas, conte maioritariamente com robalo, dourada, pregado, linguado, salmonete e lagosta.

5 restaurantes de praia na Costa da Caparica

Para aqueles que, ainda que perto do mar, prefiram pratos de terra, há entrecôte maturado (180 gr/18€ ou 350 gr/29€) ou tártaro de carne (15€). “Mas também temos uma costeleta de novilho de um quilo”, exclama David, alertando que o melhor mesmo é partilhar.

Da ementa fazem ainda parte vários pratos italianos. Ao todo, existem dez tipos de pizza, um risotto e quatro pratos de massa, sendo que para qualquer um deles é possível escolher entre esparguete, penne, tagliatelle e linguini.

Para as sobremesas, foi criada uma equipa especial, que prepara tentações como tarte de limão do Algarve (6€) ou frasco de caramelo salgado (5€).

Mas como o Bohemian está aberto das 10 às 2 horas — ainda que a cozinha funcione das 12 às 22 horas — há que ter opções mais leves, pensadas para aquelas refeições típicas de quem passa o dia na praia e perde a noção do que é almoço, lanche ou jantar. Há tábuas de queijos (12,50€), enchidos (12,50€) ou mistas (16,50€), mas também cheeseburguer (14€), mozzarela sticks (9€) ou sashimi de salmão (10€). Mas também há doces, todos em forma de crepes. O Gigi leva manteiga e açúcar, o Alentejano apenas limão, o Bretanha é feito com manteiga de caramelo salgado, o Tatin é com maçã assada e chantily e, por fim, o Gourmet, com Nutella (todos a 4€).

15 fotos

Guy-David Gharbi soube dar a volta a um restaurante que, durante anos, foi ocupado pelo bar de praia Delmar. Mas o investimento justifica-se exatamente por ter criado aqui, não um espaço que só funciona como apoio a quem quer um dia de sol e mar, mas a todos os que procurem boa comida. O restaurante vai estar aberto todo o ano, graças às paredes de vidro que vão tornar o lounge mais resguardado.

As crianças aqui são sempre bem-vindas e isso nota-se não só no menu que existe dedicado aos sabores que mais costumam agradar aos mais novos — nuggets, hambúrgueres e esparguete à bolonhesa — mas também porque, em breve, vão estar disponíveis duas babysitters para entreter os filhos enquanto os pais se dedicam ao marisco.

Para breve está também o serviço de barco — o único a funcionar na Costa da Caparica — que, em viagens de 25 minutos, leva e traz os turistas desde Cascais ou Lisboa.