Foi a 20 de julho do ano passado que abriu na Avenida do Atlântico, na freguesia de A-dos-Cunhados, em Torres Vedras, a Noah Surf House Portugal. De olhos voltados para o mar, o irmão mais novo do Areias do Seixo, um dos eco-hotéis de cinco estrelas mais famosos de Portugal, trouxe oito quartos e 13 bungalows impressionantes a apenas uma hora de Lisboa.

Mas não nos vamos perder na nossa própria opinião — não há nada como passar a palavra a Isabel Choat, a jornalista do jornal britânico “The Guardian”, que esta terça-feira, 27 de agosto, apresentou “o novo retiro de férias ecológicas de Portugal”.

Histórias de férias que se tornaram num autêntico pesadelo

“Os edifícios geométricos da Noah Surf House são tão incongruentes quando impressionantes, como se alguém tivesse transportado um resort de praia californiano e acidentalmente o tivesse colocado numa cidade portuguesa banal”, escreve.

A cidade “banal” é Santa Cruz, geralmente ignorada pelos estrangeiros — a Ericeira ou Peniche costumam atrair muito mais turistas, sobretudo quando o assunto é surf. “Sem o charme das ruas de paralelepípedos, o cenário gastronómico e as boutiques chiques que encontramos nas cidades mais famosas de surf, Santa Cruz parece ser uma escolha um pouco estranha para abrir um surf hotel”, continua Isabel Choat.

Talvez. Mas como a jornalista realça logo de seguida, a verdade é que o risco valeu a pena — a Noah Surf House Portugal foi um sucesso imediato. A decoração é charmosa, e não faltam coisas para fazer — há um rooftop com cocktail bar, jacuzzi exterior e sunset deck.

11 fotos

Mais: uma piscina infinita exterior (aquecida através de painéis solares entre abril e outubro), uma horta orgânica, ginásio e um skate park também fazem parte do hotel. E porque eles têm surf no nome, não podia faltar uma surf school e uma surf store, claro.

A jornalista do “The Guardian” destaca ainda o lado eco-friendly da Noah Surf House Portugal. O hotel está equipado com materiais reciclados ou ecológicos, os edifícios são isolados com cortiça e não têm ar condicionado. Garrafas de água de metal são entregues durante a estadia, e a água da chuva é recolhida e usada posteriormente para lavar as casas de banho ou regar o jardim.

17 fotos

O último destaque vai para o restaurante, o Noah Beach House, que chegou antes do hotel. “Oferece almoços surpreendentemente razoáveis ​​(sandes por 3,50€ e um hambúrguer substancial por 8,90€), num ambiente hipnotizante em cima da areia. O jantar é um menu mais sofisticado, com mariscos, polvo grelhado, bifes de atum e outros peixes.”

Estes 5 portugueses percorreram a Rota 66 — e mostram tudo o que viram

Na lista de sugestões para jantar, Isabel Choat recomenda ainda a Casa do Pisão, a cinco minutos a pé ao longo da praia, ou o Grão d’Areia, uns quilómetros a norte.

Consoante a época, os preços nos dormitórios variam entre 50€ e 65€ por pessoa. Nos quartos, e de acordo também com a tipologia, vão desde os 160€ aos 275€, enquanto nos bungalows começam nos 160€ e vão até aos 275€.