O mundo está virado do avesso no que diz respeito a temperaturas. Já ninguém se admira que chova em agosto ou que dezembro seja o mais quente desde que há registo — assim como já também ninguém toma como garantido que vá apanhar dias de sol no Algarve ou chuva no norte da Europa.

A experiência diz-nos que o clima passou a ser ainda menos previsível nos últimos anos, muito devido às alterações climáticas. Ainda assim, não deixa de ser insólito pensar que no final de agosto, Londres marque temperaturas bem acima das de Barcelona ou Rio de Janeiro.

As contas foram feitas para assinalar o Bank Holiday Monday, um feriado marcado para a última segunda-feira de agosto em Londres. Assim, este 26 de agosto prepara-se para ser o Bank Holiday Monday mais quente desde que há registos, avança o jornal “The Independent“.

Em Londres, as temperaturas chegam aos 33ºC, o que põe a cidade à frente de outras que, habitualmente, associamos a dias quentes. É o caso de Barcelona, que esta segunda-feira, 26 de agosto, marca 27ºC, Itália com 29ºC ou do Rio de Janeiro, que regista 20ºC.

Um dos lugares mais frios do planeta registou temperaturas de 21.ºC

As temperaturas altas vão atingir o Reino Unido no início desta semana, com especial incidência para Londres, Kent, East Sussex e Cambridgeshire.

O calor pouco habitual nesta região foi comum a todo o verão. A 25 de julho, o aeroporto de Heathrow registou uma temperatura de 36,9ºC, a mais alta alguma vez registada — o recorde anterior era de 36,7ºC. 

E quando ainda se estava a absorver esta informação, dá-se um novo recorde, desta vez em Cambridge: a 28 de julho, a temperatura chegou aos 38,7ºC.

Esta foi uma altura particularmente quente para toda a Europa, com temperaturas máximas a bater recordes noutros países Europeus, como a Alemanha (42,6ºC), França (42,6ºC), Bélgica (41,8ºC) e Holanda (40,7ºC).