Não é por acaso que, seja qual for a dieta que vá seguir para perder peso, os nutricionistas aconselham sempre um corte radical com o álcool. E não queremos aqui ser mais uma voz neste coro de desmancha-prazeres, mas a verdade e que o álcool engorda mesmo.

Os especialistas em saúde são unânimes em falar de calorias vazias no que diz respeito ao álcool, uma vez que apesar do alto valor energético, este tipo de bebidas são uma fonte de energia sem nutrientes e, por isso, diferente de todas as outras que consumimos. Além disso, o corpo também processa o álcool de maneira diferente de outras bebidas, o que faz com que seja mais provável que guarde calorias de alimentos consumidos enquanto bebe do que noutras ocasiões.

Estas são algumas das conclusões que Zoe Harcombe, autora do livro “The Diet Fix” e de Sarah Brewer, médica e diretora da empresa de suplementos vitamínicos Healthspan, partilham com o “Daily Mail“.

As especialistas garantem que as calorias do álcool não estão apenas nos mojitos cheios de açúcar ou nos cocktails feitos com bebidas açucaradas. O álcool sozinho tem sete calorias por grama, o que quer dizer que mesmo que beba apenas uma cerveja ou um copo e vinho, está a ingerir calorias que não nutrem o corpo.

O álcool tem um impacto na produção de glucagon, uma hormona responsável pela produção de glicose e pela queima de gordura. É essencial para que os níveis de açúcar no sangue se mantenha e esta é uma função considerada prioritária para o organismo. “O corpo regista o álcool como um veneno e, por isso, o fígado prioriza a ação de se livrar da substância antes de fazer os muitos outros trabalhos que tem que fazer”, explica Zoe Harcombe.

Ainda sobre a forma como o álcool é processado pelo organismo, a especialista lembra que o desejo de comer depois de consumir este tipo de bebidas deve-se ao facto de o fígado estar a trabalhar mais do que é suposto para processar o álcool, não respondendo de forma adequada ao trabalho de manter os níveis de açúcar no sangue.

O café ajuda mesmo a diminuir o efeito de uma bebedeira? 10 verdades e mentiras sobre o álcool

E o que é que apetece sempre? Comida mais calórica. “Este tipo de alimentos ajudam o corpo a restaurar rapidamente os níveis de glicose”, explica.

E já que falamos de calorias, haverá alguma opção menos trágica? Zoe Harcombe aconselha a ficar longe da cerveja caso a ideia seja perder peso. E cuidado com as bebidas brancas, muitas vezes misturadas com outras bebidas açucaradas, e com os cocktails, uma vez que a maioria leva algum tipo de açúcar.

Sarah Brewer acrescenta que existe uma enzima — a ALDH1a1— responsável pela conversão do álcool em gordura visceral, aquela que se acumula à volta dos órgãos. “Esse processo vai fazer aumentar o perímetro abdominal e, depois da meia-idade e à medida que a menopausa se aproxima, no caso das mulheres, os níveis de estrogénio caem e os efeitos do álcool tendem a acumular-se ainda mais à volta dos órgãos”, esclarece.

Saiba, clicando na fotogaleria abaixo, com quantas calorias pode contar da próxima vez que pedir uma bebida alcoólica.

5 fotos