Speedos café. Este é o espaço mais instagramável e fica do outro lado do mundo

O nome tem origem numa aplicação de edição de fotografia, mas as fotos tiradas à comida e bebida neste espaço nem precisam de filtros.

Speedos Cafe está entre a lista dos 50 cafés mais instagramáveis do mundo

Se houvesse um filtro para “café instagramável” numa das aplicações como o Zomato, o The Fork ou o Tripadvisor, possivelmente facilitaria a sua procura por um espaço que combine a estética da comida, o ambiente e, por último, — e talvez não muito importante para alguns influenciadores para quem o importante é a fotografia — a qualidade da comida. Enquanto este filtro não existe e não tem uma viagem marcada para a Austrália, pode espreitar aqui o café que foi eleito como o mais instagramável do mundo pela revista “Big Seven Travel”. Fica na praia de Bondi, na Austrália, e está entre uma lista que conta com 50 cafés estéticos espalhados pelo mundo.

“O Speedos serve uma das comidas mais bonitas que já viu: todas as cores do arco-íris estão no menu. Uma explosão absoluta de cores e uma localização pitoresca à beira mar fazem deste o café mais instagramável do mundo”, refere a revista de viagens de acordo com o “The Independent”.

Podia ser coincidência, mas o nome do café — Speedos Cafe — é propositadamente o mesmo que o filtro de uma das aplicações de edição mais usadas para criar uma estética consistente nas redes sociais: o VSCO (ou ‘vasco’ como muitas pessoas gostam de chamar). Fazendo um paralelismo com a aplicação, o objetivo é tornar o feed apelativo, tanto quando aquilo que pode encontrar na mesa do café australiano.

Entre as opções do menu está a tigela de coco de verão que inclui tapioca de coco, veganola (granola vegan), calda de frutos vermelhos, pistáchios, morangos e mirtilos (17€), o prato Protein Poewr que tem 6 claras de ovos mexidos, salmão fumado, abacate, espinafres frescos e torrada de pão integral (17€) e ainda uma bowl mais simples — cuja apresentação não tem nada de simples — com iogurte, granola e fruta sazonal (16€).

Só por estas opções de menu pode perceber que o Speedos Cafe além de estético tem inúmeras opções saudáveis e até as mais calóricas não são assim tão pecaminosas, quer por ter nos ingredientes alguns legumes ou frutas frescas ou por não conter alimentos de origem animal, um dos princípios que está muito presente nos pratos do café.

Entre as opções do menu para o almoço está o hambúrguer vegan feito com grão de bico e sementes de linhaça, e que inclui ainda pasta de sementes de sésamo, tomate, cebola caramelizada, beterraba, molho barbecue, veganaise (maionese vegan) e batatas fritas (19€). Para sobremesa há panquecas vegan de chia com banana caramelizada: tem calda de frutos vermelhos, crumble de pistáchios e xarope de ácer (21€).

As cores saltam ainda mais à vista quando falamos dos sumos que, além de serem feitos com ingredientes naturais, ganham aquela cor rosa ou verde simplesmente pela adição dos frutos vermelhos ou dos espinafres que são colocados no liquidificador. Um deles é o sumo máquina verde que tem espinafres, couve kale, pepino, aipo, sumo de maçã, bagas goji e sementes de chia (custa 9€), mas há ainda bebidas quentes como o red velvet latte, que “sabe como um cupcake quente de marshmellow”, lê-se no menu. Para arrefecer um bocadinho a bebida, falta o preço: 4€.

Qualquer um dos pratos pode compor um menu de brunch, correspondendo a mais um dos requisitos que os influenciadores ou utilizadores do Instagram adoram. Antes de chegar ao feed daqueles que visitam o espaço, pode espreitar no próprio Instagram do café — que tem já mais de 44 mil seguidores — aquilo que tem fascinado os australianos e os turistas que passam pela famosa praia de Bondi.

Também por aqui já passaram algumas celebridades, como é o caso do ator Hugh Jackman, personagem principal do filme “O Grande Showman”, que colocou uma fotografia na rede social Twitter, onde mostra o seu sumo verde, o máquina verde, do Speedos Cafe.

Se quiser espreitar o que se serve no café veja as próximas imagens (e fique a babar).

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]