Pode estar a caminho uma nova série com Ewan McGregor como Obi-Wan Kenobi

O ator deu vida à personagem nos filmes "A Ameaça Fantasma", "O Ataque dos Clones" e "A Vingança dos Sith". Será um exclusivo da Disney+.

A nova plataforma de streaming da Disney chega a Portugal a 12 de novembro

Passaram 14 anos desde que Ewan McGregor deu vida a Obi-Wan Kenobi na saga de “Star Wars” adaptada para cinema. Desde aí, foi criada outra trilogia (o último capítulo chega aos cinemas no final do ano) e já está planeada mais uma, desta vez escrita pelos criadores de “A Guerra dos Tronos”.

Apesar de o ator não ter participado em nenhum dos filmes seguintes, espera-se que venha a fazer parte de uma nova série do universo de “Star Wars” produzida pela Disney+O novo serviço de streaming da multinacional americana chega a Portugal a 12 de novembro.

A notícia foi avançada em exclusivo esta quinta-feira, 15 de agosto, pela revista “Variety” que confirmou que as negociações já tinham começado. “Ewan McGregor está em conversações para regressar como mestre Jedi Obi-Wan Kenobi para uma série exclusiva da Disney+”, mas são poucos os detalhes que se conhecem para já.

Depois de ter dado vida à personagem nos filmes “A Ameaça Fantasma”, “O Ataque dos Clones” e “A Vingança dos Sith”, falou-se durante anos sobre a possibilidade de McGregor regressar para um único filme sobre Obi-Wan.

No entanto, segundo a mesma publicação, os planos para o filme terão sido cancelados depois de “Han Solo: Uma História de Star Wars” não ter sido bem sucedido em bilheteira. Desde então, que o ator foi ganhando reconhecimento pela sua prestação na série “Fargo” — que lhe valeu a nomeação ao Emmy de Melhor Ator Principal em 2017.

A confirmar-se o novo projeto, vai ser o terceiro live-action da Disney a focar-se no universo de Star Wars. Além de uma série com Diego Luna (“Rogue One: Uma História de Star Wars”) como protagonista, está também confirmada “The Mandalorian” — realizada por Jon Favreau (“O Rei Leão”) e com Pedro Pascal (“Narcos”) no elenco.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]