Paredes de Coura. E quando os concertos acabam, o que é que acontece?

No maravilhoso mundo de Coura, ocupam-se as tardes com livros, com mergulhos no Taboão, com cervejas na relva e com sestas de recuperação.

O rio Taboão é o protagonista principal no dia dos festivaleiros que, nas suas margens, dormem, leem, bebem, ouvem música ou tocam instrumentos

Há um fenómeno demonstrativo daquilo que é Paredes de Coura: numa busca pelo Instagram, não se encontram fotografias de corpo inteiro, de maquilhagens com glitter, de looks pensados, daqueles que misturam um suposto desleixo boho com a energia calma do hippie — mas em chique. Estas são coisas que aqui nas terras do Minho passam para segundo plano, porque outras coisas importam, como, admirem-se, a música. Sim, quem publica neste festival, que decorre entre 14 e 19 de agosto, dá mais atenção aos concertos, até porque no cartaz estão nomes como New Order, The National, Patti Smith ou Father John Misty.

Mas e o que é que acontece depois de os palcos encerrarem? Como é que os festivaleiros se entretêm a partir do momento em que o sol lhes bate na tenda e os obriga a sair? Várias coisas.

Por exemplo: às 9 horas da manhã, no rescaldo do incrível concerto de New Order, que decorreu a 15 de agosto, a animação começa a crescer junto do relvado adjacente ao Taboão.

No Paredes de Coura há concertos, mas há muito mais: há pessoas que leem, há mergulhos das pranchas, há boias e barcos a encherem o rio. Há sestas ao som das cascatas, há pura contemplação e entrega ao ócio, mas também há tarefas domésticas para cumprir, porque o almoço não se faz sozinho e a loiça precisa de ser lavada.

Fora do recinto, a festa segue na vila, onde pessoas se sentam à mesa para refeições completas e substanciais, porque energia requere-se para que o corpo aguente mais dois dias de farra. No Clube Desportivo Courense abrem-se as hostilidades para uma nova noite de concertos, não custasse a garrafa de vinho uns modestos 4€.

Agora, é ver tudo em 14 imagens.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]