Chef com estrela Michelin gera polémica depois de tweet sobre clientes com alergias alimentares

O chef Matt Christmas não gostou da lista de intolerância que um cliente lhe apresentou. O problema, diz, foi não haver aviso prévio.

O chef do restaurante de Londres Chez Bruce apagou o tweet que iniciou a polémica, mas já fez outra publicação sobre o tema

Mattt Christmas, chef de cozinha do restaurante de Londres Chez Bruce, premiado com uma estrela Mchellin, está no centro de uma polémica: o homem está a ser criticado por ter feito uma publicação no Twitter (que entretanto já apagou) em que se manifestou contra um cliente que lhe apresentou uma extensa lista de alergias e intolerâncias.

Uma imagem, publicada no tabloide inglês “Mirror“, mostra a lista de ingredientes que aquela pessoa não podia comer. Entre eles estão lactose, glúten, alho, cebola ou tomate.

“Com certeza que um restaurante no campo poderia lidar com esta lista não anunciada de alergias”, escreveu. “Avisem-nos de antemão, pessoas”, disse, dando a entender que uma lista tão “proibitiva” como a que estava em causa dava a entender que o objetivo do cliente seria o de levantar problemas à cozinha.

A partir daí, começaram a chover respostas indignadas. “Não tenho a certeza se sinto mais pena de vocês na cozinha ou da pessoa que tem essas alergias todas”, disse um utilizador. O chef respondeu: “Alergias!!”.

Várias pessoas com alergias mostraram o desagrado face à atitude do conceituado chef, incluindo Riz Wahid, 41 anos, um homem que perdeu um filho de 7 anos, em 2015, depois de este entrar em choque anafilático — uma reação alérgica forte e rápida, que leva à constrição das vias áreas — após ter comido esparguete com produtos lácteos, numas férias de família, em Sorrento, Itália.

A lista dos produtos a que o cliente era alérgico, publicada pelo chef

“Fazer um tweet sobre outra pessoa é algo totalmente desnecessário”, escreveu Wahid. “A questão de pedir às pessoas para avisarem em antemão eu percebo”, continuou. “Mas transformar isso num motivo de gozo no Twitter é apenas desnecessário. As palavras que ele escolheu podiam ter sido muito mais sofisticadas.” E acrescentou: “É um tweet estúpido, é um tweet ingénuo. Acho que ele precisa de se sentar com algumas pessoas que passam por momentos muito difíceis ou com pessoas com alergias para ele perceber como é que são as suas vidas.”

Julianne Ponan, 29 anos, tem alergias graves, condição que a levou a criar a Creative Nature Superfoods, uma marca que vende produto livres de aditivos, de nozes e de sementes. Foi uma das pessoas que também criticou Mattt Christmas: “Não podemos mudar as nossas alergias. Acho horrível que alguém desdenhe e envergonhe publicamente alguém por causa das suas intolerâncias“, escreveu. “Eu já me sinto inconveniente quando tenho de informar restaurantes sobre as minhas múltiplas alergias. Não espero que o chef faça um tweet sobre isso.”

A página oficial de Twitter do Chez Bruce foram publicados uma série de posts referentes à polémica. Num deles pode ler-se: “Temos simpatia por pessoas com alergias/intolerâncias alimentares. Mas entregar-nos uma lista como esta sem aviso prévio dificilmente é a maneira mais sensata de garantir que somos capazes de fazer o nosso melhor para atendê-los. Boa sorte com isso na maioria dos outros restaurantes!”

Houve quem estivesse do lado do chef. “Simpatizo com pessoas com verdadeiras alergias e intolerâncias, mas isto só parece uma parvoíce a tentar dificultar a vida”, escreveu Andrew Stevenson. “Custa-me acreditar que alguém tenha uma reação alérgica a tomates, mas que não lhe acontece nada com batatas ou beringelas.”

Calum Franklin, chef executivo do restaurante Holborn Dining Room, mostrou compreensão. “Acho que o maior problema é o facto de isto vir sem aviso”, escreveu o homem, que aconselhou as pessoas a alertarem os restaurantes para as intolerâncias e alergias com mais antecedência.

Depois de apagar o tweet inicial, Christmas escreveu: “Apaguei o meu tweet sobre as alergias. Para que fique registado, eu só queria destacar o benefício de avisar antecipadamente os restaurantes sobre qualquer necessidade dietética, para que possamos cuidar melhor dos clientes no próprio dia, com mais opções. Eu tenho o maior respeito pelos clientes com alergias reais.”

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]