O Bons Sons regressa à aldeia de Cem Soldos, em Tomar, para a 10.ª edição do festival que procura homenagear a música portuguesa. O evento arranca já na próxima quinta-feira, 8 de agosto, e decorre até domingo, 11.

Durante os quatro dias de festival, só está prevista chuva para sexta-feira, 9 de agosto, e espera-se que as temperaturas se mantenham entre os 27 e os 30 graus.

Tal como no ano passado, em 2019 a organização promete um festival sem dinheiro físico a circular no recinto. Todos os pagamentos são feitos através de uma pulseira que pode ser carregada com o montante desejado.

Bons Sons. O festival que nos lavou a alma e encheu o coração

Além disso, a organização garante ainda infraestruturas com condições especiais para todas as pessoas com mobilidade reduzida. Há plataformas elevatórias distribuídas pelos palcos, rampas de acesso e uma casa de banho exclusiva.

Os bilhetes ainda estão disponíveis para compra e vão dos 25€, para o passe diário, aos 50€, para todos os dias do festival. O cartaz da 10.ª edição é composto por nomes como Diabo Na Cruz, First Breath After Coma, Luísa Sobral e Noiserv.

Mostramo-lhes tudo o que precisa de saber sobre a nova edição do Bons Sons.

Como chegar e voltar?

Pode deslocar-se até ao festival de carro, em direção até Tomar ou Torres Novas. Depois disso, basta seguir a Estrada Nacional 349-3 até à localidade de Cem Soldos, onde fica o recinto. Para todos os festivaleiros que levem o carro até ao Bons Sons, estão garantidos 20 parques de estacionamento ao redor da aldeia.

Mas também pode ir de comboio através da Comboios de Portugal (CP) através das linhas regionais Lisboa-Tomar e Porto-Paialvo ou através do Intercidades ou Alfa nas linhas Lisboa-Entroncamento e Porto-Entroncamento.

A CP está a oferecer um desconto de 30% nos serviços Intercidades, Regional e InterRegional para todas as viagens de ida e volta com destino a Tomar ou Paialvo entre 7 e 12 de agosto. Basta que, para isso, apresente o bilhete do festival numa bilheteira da CP.

O que pode comer?

O Bons Sons dispõe de várias opções de comida para uma experiência variada. Desde pizzas a sandes de pernil, passando por sugestões de cozinha local ou regional, há ainda petiscos ou pratos vegetarianos.

Mas fora do recinto pode encontrar restaurantes ou cafés com refeições rápidas. A Tonita, o Aliquete ou a Tasca são só alguns dos estabelecimentos a considerar. E todos eles ficam a cerca de cinco minutos a pé do recinto.

Como funcionam as pulseiras e os pagamentos dentro do festival?

Tal como no ano passado, o Bons Sons quer ser um evento sem dinheiro físico a circular dentro do recinto. Para isso, todos os festivaleiros vão ter acesso a uma pulseira, a pedir à entrada do recinto, que pode ser carregada quantas vezes desejar com o montante desejado.

Bons Sons. Mais música, menos plástico

Os pagamentos são feitos através da leitura de um código na pulseira, que promete ser um método rápido, seguro e prático. Se no final de cada dia tiver montante em excesso que não pretenda utilizar, pode pedir a devolução do dinheiro até às 5 da manhã de cada dia do Bons Sons.

Cartaz

Quinta-feira, 8 de agosto

14h00. Carlos Batista (MPAGDP)
14h45. Francisco Sales (Carlos Paredes)
15h30. Mano a Mano (Giacometti-INATEL)
16h30. Vénus Matina, (MPAGDP)
17h30. Raquel Ralha & Pedro Renato (Giacometti-INATEL)
18h30. Senza (Amália)
20h00. Orquestra Filarmónica Gafanhense (Zeca Afonso)
21h15. Benjamim & Joana Espadinha (António Variações )
22h30. Fogo Fogo (Lopes-Graça)
23h45. X-Wife (António Variações)
01h00. Diabo na Cruz (Lopes-Graça)
02h30. DJ João Melgueira (Aguardela)

Sexta-feira, 9 de agosto

14h00. Cal (MPAGDP)
14h45. Dada Garbeck (Carlos Paredes)
15h30. Gator, the Alligator (Giacometti-INATEL)
16h30. Adélia (MPAGDP)
17h30. Sallim (Giacometti-INATEL)
18h30. Afonso Cabral (Amália)
19h30. Lodo & Peixe (Zeca Afonso)
21h00. Helder Moutinho (Lopes-Graça)
22h15. Paraguaii (António Variações)
23h30. First Breath After Coma & Noiserv (Zeca Afonso)
00h45. Budda Power Blues & Maria João (Lopes-Graça)
02h00. Scúru Fitchádu (António Variações)
03h00. DJ Narciso (Aguardela)

Sábado, 10 de agosto

14h00. Pequenas Espigas (MPAGDP)
14h45. Valente Maio (Carlos Paredes)
15h30. Jorge da Rocha (Giacometti-INATEL)
16h30. Rezas, Benzeduras e Outras Cantigas (MPAGDP)
17h30. Tiago Francisquinho (Giacometti-INATEL)
18h30. Baleia Baleia Baleia (António Variações)
19h30. Miramar (Amália)
20h45. Três Tristes Tigres (Zeca Afonso)
22h00. Stereossauro (Lopes-Graça)
23h15. Pop Dell’Arte (Zeca Afonso)
00h30. Tiago Bettencourt (Lopes-Graça)
01h45. Glockenwise & JP Simões (António Variações)
02h45. DJ Ride (Aguardela)

Domingo, 11 de agosto

14h00. Vozes Tradicionais Femininas (MPAGDP)
14h45. Ricardo Leitão Pedro (Carlos Paredes)
15h30. Galo Cant’às Duas (Giacometti-INATEL)
16h30. Telma (MPAGDP)
17h30. Pedro Mafama (Giacometti-INATEL)
18h15. Joana Gama & Sopa de Pedra (Zeca Afonso)
19h30. Ricardo Toscano & João Paulo Esteves da Silva (Amália)
20h45. Luísa Sobral (Zeca Afonso)
22h00. Júlio Pereira (Lopes-Graça)
23h15. Tape Junk (António Variações)
00h15. Dino D’Santiago (Lopes-Graça)
01h30. Sensible Soccers & Tiago Sami Pereira (António Variações)
02h30. Moullinex (Aguardela)