O novo livro de Edward Snowden chega a Portugal em setembro

O analista informático vai revelar alguns dos segredos mais obscuros da NSA e do sistema que ajudou a montar para uma vigilância em massa.

Trata-se de um livro de memórias editado em Portugal pela Editorial Planeta

Depois de em 2013 ter denunciado as práticas de vigilância em massa do governo norte-americano, Edward Snowden é ainda hoje um dos inimigos mais procurados dos EUA. Tanto o é que continua exilado em Moscovo, na Rússia, onde tem garantido asilo político até 2020. Desde então que o analista informático deu palestras, alertou para os perigos de plataformas como o Facebook e escreveu um livro — que chega a Portugal já em setembro.

Trata-se de um livro de memórias que vai acompanhar todo o percurso de Snowden na Agência de Segurança Nacional (NSA), desde o momento em que ajudou a criar toda a infraestrutura de vigilância aos conflitos internos que o levaram a denunciar as práticas do governo a publicações como o jornal britânico “The Guardian”.

O anúncio do livro foi feito esta quinta-feira, 1 de agosto, por Snowden na sua página oficial de Twitter. No vídeo promocional, ouve-se o analista a falar para os seus mais de quatro milhões de seguidores onde diz que o seu maior arrependimento foi ter ajudado o governo a criar aquele sistema de espionagem e vigilância em massa.

Com o título “Permanent Record”, vai chegar às livrarias de todo o mundo a 17 de setembro e promete contar alguns dos segredos mais obscuros da NSA e a forma como foi montado o esquema que o informático tem vindo a denunciar e a criticar desde 2013.

Em Portugal, o livro vai ser editado através da Editorial Planeta que, numa publicação de Facebook, garante o lançamento para a mesma data.

“A 17 de setembro a Editorial Planeta publicará o livro ‘Vigilância Massiva, Registo Permanente’ de Edward Snowden, o testemunho inédito na primeira pessoa de um dos homens mais procurados do mundo. A publicação será simultânea em mais de 20 países entre os quais EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha, Brasil e Israel”, explica a editora.

Na versão original, sabe-se que o livro vai ter 352 páginas e custar cerca de 20€.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]