Há um sobe e desce improvisado no muro que separa os EUA e o México

Numa iniciativa solidária, a diversão foi criada para que as crianças e adultos de ambos os lados possam brincar juntos.

A iniciativa do sobe e desce foi discutida pela primeira vez em 2009

Ao longo do muro de aço nos arredores de El Paso, no Texas, EUA, e da Ciudad Juárez, no México, foi instalado um sobe e desce com o objetivo de unir as pessoas de ambos os lados da fronteira. O projeto foi criado por dois professores: Ronald Rael, professor de arquitetura na Universidade da Califórnia, e Virginia San Fratello, professora de design na Universidade Estadual de San José — que já tinha pensado neste projeto há dez anos.

A iniciativa do sobe e desce foi discutida pela primeira vez em 2009, quando a dupla de professores fez desenhos para um esquema conhecido como o “Muro dos Teetertotter”. As imagens da ideia proposta apareceram na capa da publicação “Border Wall como Arquitetura: Um Manifesto para a barreira entre os EUA e México”, de 2017.

Numa publicação no Instagram, Rael disse: “O muro tornou-se um ponto de apoio para as relações EUA-México, e os adultos foram ligados de uma maneira significativa em ambos os lados com o reconhecimento de que as ações que acontecem de um lado têm uma consequência direta do outro.”

Foi também através das redes sociais que o ator mexicano, Mauricio Martínez, falou do projeto no Twitter, destacando a importância de sabermos que o que acontece num lado tem impacto no outro.  

O muro que Donald Trump alega ter a intenção de reduzir a imigração ilegal para os Estados Unidos do México, foi a maior promessa de campanha do presidente durante as eleições de 2016. Desde então, tornou-se uma das medidas mais conhecidas da sua presidência.

A 27 de julho deste ano, Trump recebeu sinal verde do Tribunal Supremo dos EUA para usar cerca de 2,250 mil milhões de euros em fundos do Pentágono para uma secção do muro na fronteira sul. A mudança significa que as construções podem começar em certas áreas, como Arizona, Califórnia e Novo México.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]