Adolescentes internados com lesões nos pulmões. Cigarros eletrónicos podem ser a causa

Apesar de ser ilegal a compra a menores de 18 anos, só nos EUA há mais de 2 milhões de adolescentes a fumar este tipo de cigarros.

Quem trocou os cigarros por este aparelho continua a ter grandes hipóteses de cancro e insuficiência cardíaca

Fomos invadidos por uma série de lojas de cigarros eletrónicos e, de repente, trocar os cigarros por esta nova opção — supostamente menos prejudicial para a saúde — passou a ser moda entre os fumadores.

Dizemos supostamente porque, ainda que tivessem sido lançados no mercado como uma versão menos prejudicial para a saúde, a verdade é que uma investigação partilhada em fevereiro mostra que os cigarros eletrónicos também podem causar cancro nos pulmões e insuficiência cardíaca. Mas nem por isso a moda passou. As lojas continuaram a abrir e vão sendo lançados novos modelos no mercado.

No Wisconsin, nos Estados Unidos, oito adolescentes foram internados no Children’s Hospital of Wisconsin, com graves lesões nos pulmões e, de acordo com a “CBS News”, foram causadas devido ao facto de fumarem cigarros eletrónicos. Todos apresentaram sintomas como tosse extrema, falta de respiração, cansaço, perda de peso por vomitarem muito e diarreia.

Alguns destes adolescentes precisaram de ajuda médica para respirar, sendo que sete deles tiveram alta e fizeram um suplemento de oxigénio já em casa, enquanto que um outro continua hospitalizado.

Apesar das suspeitas, os médicos não confirmaram ainda que são estes cigarros a causar o problema e há ainda a dúvida sobre o que é que estes adolescentes estavam a fumar, apenas nicotina ou se também tinha THC, o principal componente ativo da canábis.

Esta notícia levanta ainda outra questão, o facto de ser ilegal a compra de cigarros eletrónicos por pessoas com menos de 18 anos. No entanto, qualquer pessoa pode comprar este aparelho online, sem controlo, facto que leva a que mais de dois milhões de adolescentes nos Estados Unidos fumem este tipo de cigarros.

O sucesso deste aparelho está relacionado com a forma como foram apresentados ao público. No entanto, e tal como já mencionado, são cada vez mais os estudos a provar que esta não é uma alternativa menos prejudicial para a saúde, quando comparado com os cigarros tradicionais. Um estudo publicado em 2018 no “American Journal of Preventive Medicine” mostra que o uso diário de cigarros eletrónicos pode duplicar a probabilidade de ter um ataque cardíaco.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]