O primeiro acidente mortal com uma trotinete elétrica no Reino Unido aconteceu com uma youtuber

O acidente aconteceu esta sexta-feira, 12 de junho, numa colisão entre uma trotinete e um camião, em Wandsworth, uma localidade de Londres.

Emily Hartridge tinha 35 anos e era apresentadora e youtuber

Marek Rucinski/Unsplash

É o que mais se vê em Lisboa, a par dos turistas. As trotinetes elétricas são, hoje em dia, o veículo da moda que nos permitem deslocar de um lado para o outro sem grandes dificuldades. Mas também podem ser perigosas, se não forem utilizadas da melhor forma.

No Reino Unido aconteceu o primeiro acidente mortal que envolveu uma trotinete elétrica. Esta sexta-feira, 12 de junho, ocorreu uma colisão entre uma trotinete e um camião, em Wandsworth, uma localidade de Londres. De acordo com o relatório da polícia, a vítima mortal tratava-se de uma mulher na casa dos 30 anos.

Emily Hartridge tinha 35 anos e era apresentadora e youtuber. No Instagram contava com mais de 60 mil seguidores e no YouTube tinha 350 mil subscritores. Segundo a “Sky News“, o anúncio da morte foi partilhado no dia seguinte pelos familiares através do Instagram.

“Olá pessoal. Isto é uma coisa horrível de se dizer pelo Instagram, mas nós sabemos que muitos vocês esperavam ver a Emily hoje [sábado] e esta é a única maneira de vos comunicar isto de uma só vez. A Emily esteve envolvida num acidente ontem e morreu. Todos nós a amamos um bocadinho e ela não vai ser esquecida. Tocou tantas vidas que é difícil de imaginar as coisas sem ela. Era uma pessoa muito especial”, pode ler-se na publicação.

Várias foram as mensagens de consolação enviadas pelos seguidores, incluindo do YouTube que, através do Twitter, manifestou a sua tristeza. “Estamos profundamente tristes por saber da trágica perda da talentosa criadora britânica Emily Hartridge. Os nossos pensamentos e condolências vão para todos os seus ente queridos e fãs”, escreveram.

Segundo a imprensa internacional, este foi primeiro acidente mortal que envolveu uma trotinete elétrica no Reino Unido. De acordo com o jornal britânico “The Guardian“, é ilegal andar de trotinete na via pública no país, visto que “não são considerados veículos de estrada”. Mas a grande adesão a este tipo de transporte levou o governo a rever a lei.

Esta segunda-feira, 15 de julho, o ministro dos Transportes, Michael Ellis, deve reunir-se com as várias empresas de trotinetes para os avisar de que devem informar os consumidores sobre a lei.

“Os produtos de micromobilidade estão a aparecer em todo o mundo e são uma inovação empolgante. No entanto, a segurança deve ser sempre a nossa principal prioridade quando consideramos a sua utilização em estradas públicas neste país. Estamos a examinar se podem ser usados ​​com segurança na estrada e, em caso afirmativo, isso deve ser regulamentado para garantir a segurança do público. No entanto, as empresas devem entender que rever as leis não significa necessariamente mudá-las”, afirmou o ministro, citado pela mesma publicação.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]