Lisboa vai receber uma festa temática para celebrar o regresso de “La Casa de Papel”

Vai acontecer no TOPO Chiado e a organização garante um cenário decorado com vários elementos da série. Pode levar a máscara de Dali.

O evento chama-se Bella Ciao e o nome é inspirado na canção anti-fascista que se tornou num hino da série

Se alguma vez houve uma altura certa para tirar o macacão vermelho e a máscara de Salvador Dali da gaveta, esta é (certamente) uma delas. É que Lisboa vai receber aquela que promete ser uma grande festa e que tem como objetivo celebrar o sucesso de “La Casa de Papel”, que regressa à Netflix a 19 de julho com uma terceira parte há muito esperada pelos fãs.

Chama-se Bella Ciao e o nome é inspirado na canção de intervenção anti-fascista que, de forma surpreendente, se tornou no hino da produção espanhola quando Berlin (Pedro Alonso) e o Professor (Álvaro Morte) a cantam antes de darem início ao assalto mais violento de que Casa da Moeda espanhola alguma vez foi alvo.

Organizada pela plataforma Fever, a festa vai arrancar às 23 horas de sábado, 20 de julho, e promete durar até às quatro da manhã no TOPO Chiado, em Lisboa, localizado entre o Elevador de Santa Justa e o Antigo Convento da Ordem do Carmo.

A ideia, segundo escreve a organização num comunicado oficial enviado à imprensa, passa por levar os “participantes a dançar como se tivessem dado o ‘golpe do século'”, numa alusão ao assalto que é protagonizado pelo grupo de criminosos mais famosos da televisão.

Para tornar a experiência o mais autêntica possível, a Fever garante um cenário condizente com a temática, ao ser decorado com vários elementos familiares a quem é fã de “La Casa de Papel”.

Os participantes vão poder levar o macacão vermelho vestido, e até mesmo a famosa máscara de Salvador Dali — ainda que, à entrada, seja importante apresentar-se com a cara destapada para ser identificado. 

Os bilhetes já estão à venda através do site e da aplicação oficial da plataforma. Custam 10€ e já incluem uma bebida durante o evento.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]