Inteligência artificial, uma câmara tripla com software Leica, um zoom híbrido de 5X e uma qualidade que compete sem vergonha com as câmaras fotográficas à venda no mercado. Quando o P20 Pro foi colocado à venda em abril do ano passado, não demorou muito até ganhar o título do smartphone com a melhor câmara fotográfica do mundo.

Depois de 200 milhões de smartphones vendidos em todo o mundo no ano passado — 16 milhões graças ao P20 —, a Huawei lançou um novo topo de gama. O P30 Pro chegou ao mercado em março e, segundo a marca chinesa, vendeu dez milhões de exemplares em apenas 85 dias. A fotografia continua a ser a principal aposta, e a Huawei não tem dúvidas em afirmar que o seu P30 Pro é muito melhor neste campo do que o P20 Pro.

Fotografias definidas mesmo na escuridão? É possível com a série P30, os novos topos de gama da Huawei

Ora vejamos: tem quatro câmaras Leica, um super zoom de 10X, consegue captar imagens a baixa luz e melhores fotos panorâmicas. E só estamos a falar das vantagens no que diz respeito à fotografia — a autonomia da bateria é muito melhor, claro, assim como temos agora um telemóvel que pode servir como powerbank. O amigo ficou sem bateria? Basta juntá-los e a magia acontece.

21 fotos

Sim, as características técnicas são claramente superiores. Mas vamos ao que interessa: se colocarmos o P20 Pro e o P30 Pro lado a lado, a diferença será de facto assim tão grande? Será possível perceber que um tem uma câmara melhor do que a outra?

Foi isso que fomos testar. A convite da Huawei, a MAGG passou três dias a passear pela ilha do Faial e a ilha do Pico, nos Açores, para testar as potencialidades do novo topo de gama. Juntamente com o biquíni, os vestidos e o protetor solar, colocámos o nosso “velhinho” P20 Pro para ver se tinha sido de facto ultrapassado. O resultado? É ver as fotografias e avaliar por si.

*A MAGG viajou a convite da Huawei