O último ano não foi fácil para Ariana Grande: num espaço de meses perdeu o ex-namorado, o rapper Mac Miller, e terminou o noivado com Pete Davidson, um conhecido comediante. A sua vida amorosa não estava fácil e foi por isso que começou a gravar o álbum de sucesso “Thank U, Next”.

A cantora é capa da edição de agosto da revista “Vogue” norte-americana e revela como processou o luto destes dois acontecimentos na sua vida.

Ariana Grande é a capa de edição de agosto da revista "Vogue"

“Os meus amigos sabem o consolo que a música me dá”, disse, acrescentando que pensaram que o melhor seria a cantora produzir alguma música num estúdio perto de sua casa. No entanto, Ariana Grande confessa que tem poucas ou nenhumas memórias do tempo que passou a gravar o álbum de sucesso.

“Para ser honesta, não me lembro desses meses da minha vida porque, a) estava mito bêbeda e b) estava muito triste”, confessou a artista de 26 anos. “Não me lembro como começou ou como terminou, mas de repente estavam ali dez músicas prontas para serem usadas”.

“Thank U, Next” teve também outro efeito na cantora. Segundo a entrevista que deu à mesma publicação, Grande explica que se apercebeu que precisava de parar de namorar e que necessitava de estar sozinha.

“Acho que este é o primeiro álbum e o primeiro ano da minha vida em que me apercebi que não posso deixar de passar tempo sozinha, só comigo. Tenho tido namorados a minha vida toda”, confessou. “Sempre tive alguém para dizer boa noite. Por isso o ‘Thank U, Next’ foi o momento de realização pessoal”.

A cantora explicou ainda que sentiu receio com esta nova etapa da vida: “É um momento assustador em que pensas ‘Tens de enfrentar tudo isto agora. Sem distrações’”.

Ariana Grande presta tributo a Mac Miller e não contém as lágrimas