Se há coisa a que “Big Little Lies” nos habitou foi ao confronto. Perdíamos o fôlego de cada vez que, durante a primeira temporada, Celeste (Nicole Kidman) era vítima das agressões físicas de Perry (Alexander Skarsgård) e que depois de cada hematoma deixado na mulher, lhe oferecia flores e a promessa de um dia vir a ser uma melhor pessoa, um melhor marido.

A segunda temporada, que não é baseada no livro original, segue a mesma linha mas com outros intervenientes. Os homens passaram para segundo plano (se é que alguma vez tiveram relevância) e a série focou-se nas mulheres e na forma como estão a viver com um segredo que as une — o assassinato do marido violento de Celeste.

O confronto, desta vez, é quase sempre iniciado por Mary Louise (Meryl Streep), mãe de Perry, que chega para desestabilizar ainda mais relações instáveis.

Já pode dormir na mansão de Reese Witherspoon em “Big Little Lies”

Há insinuações, ofensas, desconfiança e um estalo de Celeste na cara de Mary Louise quando esta insinua que aquela mulher não é capaz de cuidar dos filhos. O confronto e a tensão, numa temporada até agora relativamente calma, abriu o jogo e mostrou ao que vem Mary Louise: a luta pela custódia dos netos. 

Não é de admirar que, nos últimos dias, a imagem de Madeleine (Reese Witherspoon) a atirar com um gelado à cabeça de Mary Louise se tenha tornado viral. O 5.º episódio da segunda temporada lançado esta segunda-feira, 8 de julho, explica — só nunca vamos ver a acontecer porque a cena foi cortada na mesa de produção.

Segundo escreve a revista “Vanity Fair”, a cena foi gravada para servir como o culminar da relação de ódio entre as duas personagens. Madeleine, já ciente de que Mary Louise quer tirar os filhos a Nicole, dá de caras com ela enquanto passeia pela avenida a comer gelado.

A cena cortada com Reese Witherspoon a atirar um gelado à cabeça de Meryl Streep

A cena seguinte é um diálogo intenso repleto de acusações e ameaças que, sabe-se agora, deveria ter terminado com um arremesso de gelado à cabeça da personagem de Meryl Streep. No entanto, a cena é cortada abruptamente e restam apenas as imagens captadas por um papparazzi que conseguiu aceder ao local das gravações.

Segundo a revista “Vulture”, desconhece-se por que motivo terá a HBO decidido cortar a cena mas há duas hipóteses. “Pode ter-se dado o caso de ser uma cerna muito supérflua que não fazia sentido em grande plano, ou então é porque a HBO odeia a ideia de trazer satisfação aos seus espectadores”, lê-se.

Depois de baterem, “os agressores dão flores e são amantes maravilhosos para se desculpabilizarem. A vítima é que se sente culpada”

Segundo a mesma publicação, é expectável que a cena cortada venha a fazer parte da edição com extras que vai chegar às lojas assim que a série chegar ao fim.

Em Portugal, “Big Little Lies” é transmitida todas as segundas-feiras na HBO.