Maria é vegetariana, Guilherme come de tudo. Ao abrir um negócio de comida, queriam que fosse algo onde os dois pudessem sentar-se à mesa de forma descontraída e apreciar a refeição

Vieram do Brasil para Espanha trabalhar, mas é no Porto que gerem o primeiro Club Life da cidade e, atualmente, o único do país. O restaurante de comida saudável nasceu no Brasil e chegou a ter um espaço em Lisboa, que fechou no ano passado. Mas nessa altura, toda a cadeia funcionava mais num sistema pensado para o take-away, onde o cliente montava o prato de acordo com o que havia nas caixinhas, que tinham desde carne e peixe, até legumes, arroz ou batata doce. Também havia doces, muitos doces, mas todos feitos sem açúcar.

Club Life

Mostrar Esconder

Morada: Rua Mouzinho da Silveira, 197, Porto
Horário: 9h30-23h (domingo 9h30-14h)

E agora, ainda que o conceito seja diferente, a premissa é a mesma: toda a comida feita no Club Life é sem glúten, sem lactose, sem açúcar e sem conservantes. Ah, e sem plástico. “Todas aquelas caixinhas onde os clientes levavam a comida não faziam sentido para mim”, conta Maria. Agora, a ideia é que o cliente se sente a comer num prato de cerâmica, com talheres aço e guardanapos feitos de papel reutilizável. Se, ainda assim, quiser levar o almoço para o trabalho, as embalagens de take away são biodegradáveis.

Garden. O jardim que serve panquecas de Oreo e tostas de nutricionista

Com um rebranding da marca a nível global, o Club Life ganhou novo logo, nova decoração e um novo menu. É o cliente quem monta na mesma o seu prato mas, agora, escolhe a comida ao balcão, entre as opções de proteína, hidratos e vegetais. Há sempre uma opção de peixe (9,90€), duas de carne (8,50€ frango, 9,50€ vaca) e uma vegetariana (8,50€), todas elas com direito a dois acompanhamentos e uma sopa ou salada de entrada. Isto ao almoço, que ao jantar funciona à carta.

11 fotos

Durante todo o dia, no andar de cima, está sempre aberto Club Life Café, com opções mais leves, pensadas para pequeno-almoço ou lanche. Há taças de açai (8,50€)ou de abacate (4,90€), sandes, tostas e panquecas. Num conceito que nasceu no Brasil não podem faltar as tapiocas. Aqui há de abacate (3,90€); com mozzarella, tomate e manjericão (4,30€); com mantiega de amendoim, banana e coco (4,50€) e  de frango, queijo gouda e orégãos (4,90€).

Mas o rrestaurante também se soube adaptar a Portugal e, além de ter vinho do Douro à venda para acompanhar a refeição, é comum que a opção de peixe seja bacalhau. “É sempre o primeiro a acabar”, comenta Maria.

O restaurante está aberto todos os dias e serve almoços e jantares. Já o café está aberto a qualquer hora do dia com uma montra cheia de gulodices saudáveis. Há snickers, Oreo e Ferrero Rocher, tudo sem açúcar.