Mais de mil pessoas querem adotar bebé abandonada num saco de compras

India foi encontrada numa mata perto de Atlanta, nos Estados Unidos. As autoridades continuam à procura da mãe.

As imagens do resgate foram publicadas esta terça-feira, 25 de junho, e correram o mundo

No dia 6 de junho, por volta das 22 horas, a polícia recebeu uma chamada de duas irmãs que tinham acabado de encontrar um bebé. Kyler e Kayla Ragatz tinham ouvido um choro perto da sua casa em Cumming, a 56 quilómetros de Atlanta, nos Estados Unidos, e foram ver o que se passava. Numa mata, descobriram um bebé enrolado num saco de compras.

No vídeo, pode ouvir a chamada feita aos serviços de emergência.

As imagens do resgate foram publicadas esta terça-feira, 25 de junho, e correram o mundo. I, nome escolhido mais tarde para a criança, tinha o corpo coberto de fluídos e ainda detinha o cordão umbilical.

Encaminhada para o hospital, os médicos deram-lhe alta e a bebé seguiu para um orfanato.

Neste momento, não faltam pessoas disponíveis para adotar India. De acordo com Tom Rawlings, diretor do Departamento de Família e Serviços para Crianças do Estado da Geórgia, “temos pessoas em lista de espera para providenciar a esta criança uma casa para sempre”, cita o “Daily Mail“. 

Na verdade, são mais de mil pessoas interessadas em adotar India. Neste momento, só na Georgia existe uma lista de espera com cerca de 200 famílias interessadas em adotar bebés.

As autoridades continuam à procura dos pais de India. No Twitter, pediram à população que alertassem a polícia caso soubessem de alguma informação.

De acordo com Tom Rawlings, neste momento India está a ser bem tratada e já se ri. Não ficou com nenhum problema de saúde resultante da forma como foi abandonada. “Nos serviços de proteção de crianças e jovens lidamos com muitas tragédias, claro, mas é ótimo ter um milagre. E isto foi um verdadeiro milagre”.

“Trabalho nos serviços de proteção de crianças há já 20 anos, e este foi o milagre mais excitante e maravilhoso que vi em toda a minha vida”, acrescentou, referindo-se ao facto de India ter sido encontrada tão rapidamente e estar bem de saúde.

Na Georgia, a lei prevê que a mulher possa abandonar o bebé até este fazer 30 dias de vida. A criança deve ser deixada aos cuidados de uma unidade médica, incluindo um hospital, enfermaria, centro de saúde ou centro de parto. Pode também fazê-lo em quartéis de bombeiros e esquadras da polícia.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]